quarta-feira , 13 dezembro 2017
Home - Dicas - O Livro que você precisa ler: “Você pode curar sua vida”

O Livro que você precisa ler: “Você pode curar sua vida”


 

O livro: “Você Pode Curar sua Vida”, fala sobre a espécie mais importante de amor: o amor-próprio, da escritora americana, Louise Hay, considerada uma das precursoras da literatura de autoajuda, a autora defende exatamente a necessidade de vivermos o nosso presente e de nos desvencilharmos do que foi ou do que será e valorizarmos o nosso agora.

O “curar” do nome do livro não se refere somente à cura no sentido da saúde do organismo, mas também à possibilidade de tratar todas as áreas da vida através do pensamento, aprendendo a se amar e aprovar a si mesmo. Se é o corpo, os relacionamentos, as finanças, o trabalho ou seja lá o que for que estiver “doente” e não funcionando da forma que te faz feliz, isso pode ser curado.

Segundo Hay – “Os pensamentos que escolhemos pensar são as ferramentas que usamos para pintar o quadro de nossas vidas.”. Então, se pensamos em coisas positivas, agimos e caminhamos nesta direção. Quando o contrário acontece, vivemos perdidos em nossa própria escuridão e adoecemos.

Estes pensamentos ruins nos levam a autodepreciação e a alimentar crenças autossabotadoras em relação a quem somos ou ao que podemos ser.

Por isso, é corriqueiro que no imaginário e nas falas da pessoa, com crenças limitantes, seja comum ouvirmos frases do tipo – “Eu não mereço”, “Eu não consigo”, “Eu não sou capaz”, “Eu só perco”, “Eu sou feia” “Fulano é melhor que eu”, “Eu sou fraco”, “Ganhar não é o meu forte”, “Eu não vou ser feliz”, “Ninguém gosta de mim”, “Ninguém me ama”, “Ninguém reconhece meus esforços”; e por ai vai.

Por isso, se ao ler todas estas frases, você viu sua imagem e ouviu sua própria voz dizendo e repetindo estas palavras, saiba que cada vez que você diz e repete estas frases nocivas, você está se boicotando e atentando contra sua própria integridade emocional, contra seus sonhos, contra os seus resultados.

Por isso, neste exato momento, eu te convido a refletir sobre estes pensamentos negativos e te pergunto – Quais deles fazem parte do seu dia a dia? Quais frases te acompanham? Quais palavras negativas você teima em associar a você? Não está cansado disso? Não vê que pode ser mais?

Se estes são os padrões de pensamento que você alimenta, eu tenho duas informações para te dar. A primeira é que eles estão te prejudicando e limitando sua vida, seu processo de autocura e de empoderamento. A segunda é que se você quiser, se você se permitir, estes hábitos podem sim, ser modificados e ressignificados.

Portanto, para mudar seu estado atual e evoluir, você deve começar por uma mudança real em sua forma de pensar e agir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *