Saiba como permitir que acessem seus e-mails do Gmail sem dar a sua senha

O Gmail conta com uma função chamada “Delegação de E-mails”, que permite que outros leiam, deletem e enviem mensagens em seu nome sem a necessidade de informar a sua senha. Contas pessoais podem ter até 10 pessoas com essa permissão, já as de uso corporativo suportam até 25. Apesar de ter acesso a algumas funções, o administrador não é capaz de bater-papo com contatos do titular via Hangouts, nem alterar a senha ou qualquer outra configuração da sua conta Google.

As pessoas autorizadas passam a receber as suas mensagens em seus próprios e-mails e, caso respondam alguma, o endereço dela será exibido para o destinatário (Exemplo: enviado por usuariodelegado@gmail.com). Configurar essa função só é possível pelo navegador, não havendo essa opção no app. Confira como é fácil.

1. Acesse o serviço do Gmail por meio do site. Caso não esteja com login ativo, insira o endereço de e-mail, depois, a senha, e clique em “Seguinte”;

2. Depois de acessar a sua conta, clique sobre o ícone de engrenagem, situado no lado superior direito e selecione a opção “Configurações”;

3. Na página seguinte, selecione a aba “Contas e Importação”;

4. Na seção “Conceder acesso à sua conta”, clique em “Adicionar outra conta”. De acordo com o serviço, no caso de contas corporativas, essa opção pode estar restrita a apenas alguns perfis. Portanto, caso não consiga visualizá-la, é necessário que entre em contato com o administrador;

5. Uma nova janela se abrirá. Nela, digite o endereço de e-mail de quem você deseja adicionar como delegado e, em seguida, clique sobre “Próxima etapa”;

6. Confirme se o endereço de e-mail está correto e, caso realmente queira tornar a pessoa administradora de sua conta, clique em “Enviar e-mail para conceder acesso”;

7. Uma mensagem de confirmação aparecerá na tela. Agora é só esperar que o delegado aceite o convite, que expira em uma semana. De acordo com o Google, pode levar até 24 horas para que você a veja como delegado.

Para o delegado:

8. A pessoa escolhida receberá um e-mail informando que você concedeu acesso a sua conta do Gmail. Para se tornar um administrador, basta que ela clique no link para aceitar;

9. Uma nova aba abrirá no navegador e, nessa nova tela, é necessário clicar em “Confirmar”;

10. Uma mensagem de confirmação aparecerá na tela, informando que o processo de verificação leverá até 30 minutos para ser concluído.

Depois disso, o delegado receberá os seus e-mail e poderá respondê-los e excluí-los, se quiser.

Caso se arrependa e não queira mais garantir o acesso de terceiros às suas mensagens, basta acessar novamente a seção “Conceder acesso à sua conta” da guia “Contas e importação” (passo 4) e clicar em “excluir”, ao lado do nome da pessoa que deseja remover.

Aprenda como usar a Cortana como assistente pessoal padrão no celular Android

Cortana pode ser manuseada como assistente pessoal padrão no Android. Ao reprogramar o botão Home, o software da Microsoft assume o lugar do Google Now ou do Google Assistente no dispositivo, criando um atalho em qualquer tela para acessar lembretes, compromissos e comando de voz. A alternativa é útil para quem usa Windows 10 no PC e quer sincronizar suas informações no smartphone.

O passo a passo a seguir requer a instalação e configuração prévia do app da Cortana no celular. O procedimento abaixo é válido para smartphones rodando o Android 6.0 Marshmallow ou superior.

1. Acesse as configurações do Android e vá até a opção “Aplicativos”. Em seguida, toque no ícone de engrenagem na parte superior.

2. No item “Assistência e entrada por voz”, toque em “App de assistência”.

3. Veja que o Google está definido como padrão, mas você pode selecionar a Cortana. Vai abrir uma janela que começa com a mensagem “Tornar Cortana seu assistente?” Confirme a mudança tocando em “Concordo”.

4. A partir de agora, ao manter o botão de início do seu celular pressionado, o Android abrirá a Cortana no lugar do Google.

A dica é importante para quem usa Windows 10 porque permite usar o mesmo assistente no PC e no celular. Ao inserir um lembrete, nota ou compromisso no computador, o mesmo conteúdo aparece na Cortana para Android com um atalho no Home.

App oi wi fi para windows phone

Como adotar um bom antivírus? confira aqui!

Possuir um antivírus de qualidade instalado no pc, seja ele, pago ou gratuito, é fundamental para evitar que malwares infectem a máquina e operem uma série de golpes que quase sempre causam grandes prejuízo financeiro. Os vírus podem capturar dados bancários, bloquear arquivos ou mesmo transformar a máquina em zumbi, realizando operações remotas. Recentes casos como o ataque ransomware em escala global WannaCry aumentaram a preocupação dos usuários de Windows — principal alvo de hackers — que buscam softwares de segurança. Separamos nove dicas decisivas na hora de escolher um bom antivírus.

Conversamos com Thiago Marques, pesquisador da Kaspersky, e Aloísio Marinho, engenheiro de Vendas da Trend Micro, duas empresas de antivírus, para reunir dicas importantes na hora de escolher um para o seu computador ou celular.

Laboratório no Brasil

Cultura local é uma isca para atrair vítimas. Temas tão brasileiros como FGTS, nas mãos de analistas estrangeiros, podem passar despercebidos. Especialistas voltados para a região facilmente os detectam e colocam uma bandeira vermelha. O ideal é que a empresa não conte apenas com um escritório de vendas no país, mas com um laboratório. “Ter uma pessoa que está dentro do país ajuda a fazer esse trabalho de pesquisas por novas ameças de maneira mais fácil e rápida. Quando houve o desastre com a Chapecoense, sabíamos que haveria uma avalanche de ataques relacionado a esse assunto”, diz Marques, da Kaspersky.

Marinho, da Trend Micro, lembra que a maioria das empresas de antivírus não são brasileiras. Cabe ao usuário buscas por aquelas com representatividade técnica no Brasil. “Essas empresas mantêm pesquisadores, responsáveis por descobrirem novos vírus e ameaças além de novas formas de se protegerem, em qualquer país que seja. O cibercrime assim como o crime tradicional conta com técnicas locais, tornando difícil que alguém de fora, entenda de fato essas ameaças, afirma.

Pago ou Grátis?

Quase sempre antivírus grátis são o suficiente para PCs domésticos. Os pagos, porém, oferecem recursos específicos que atendem demandas de usuários exigentes como VPNs, modo compatível com jogos e outros recursos.

“Hoje, falando das proteções básicas, como scanner de arquivos e processos ou golpe de phishing, quase todas as soluções de antivírus grátis oferecem esse tipo de proteção. Para o usuário comum isso pode ser suficiente. O grande diferencial da versão paga são os modos específicos para ransomware, proxy malicioso, VPNs, carteira de senhas e etc. Vai mais do perfil do usuário e do tipo de uso do computador”, explica Marque. Servidores necessitam de outros tipos de cuidados.

Nome Confiável

Mais importante que o valor pago pela proteção, porém, é a confiabilidade. Escolha antivírus de empresas sempre ativas em pesquisas e por dentro de todos os assuntos de segurança, vazamentos e falhas exploradas por hackers.

“O usuário precisa escolher empresas que tenham nome no mercado, que vê sempre ativa em pesquisas e todos os assuntos de segurança. Tem até antivírus falsos que se passam por verdadeiros”, diz Marques. “É muito importante que seja realizada uma etapa de pesquisa. Pesquise sobre o fornecedor de antivírus e procure fóruns em que a empresa divulgue novidades e informações”, completa Marinho. Sendo assim, é como fazer uma pesquisa pela compra de um carro, ou outro bem importante, a marca/fabricante vai definir parte do seu valor.

Software Falso

Faça uma pesquisa aprofundada e vá direto ao site do fabricante. Alguns antivírus falsos, com nomes e ícones bem parecidos, tentam se aproveitar dos internautas mais leigos. “Avaliar a empresa por trás do software é até mais importante do que saber se ele é pago ou gratuito”, explica Marques. As falsas soluções são perigosas.

Marinho aponta ainda que compartilhar suas dúvidas com a comunidade é fundamental. “Sites como o virustotal.com podem também ajudar nesta tarefa. Se a empresa que você escolheu como fornecedora está á, isso é um indicador positivo”, ensina. “Além disso, o site conta com motores de antivírus. Caso, por exemplo, seja enviado um arquivo, várias empresas de antivírus irão fazer um teste de verificação para checar se é malicioso ou não”, completa. Sendo assim, as fabricantes que se oferecem a colocar motores nesses sites, estão compartilhando suas detecções e sua inteligência com a comunidade de segurança, o que mostra a disponibilidade da empresa em colaborar com informações.

Referência de Institutos Terceiros

Sites de instituições como o av-test (www.av-test.org), av-comparatives (av-comparatives.org), entre outros, fazem a análise de softwares antivírus de vários fabricantes e dão um panorama do nível de proteção, performance e usabilidade.

“Existem relatórios mais complexos, em que se tem acesso às informações sobre desempenho, quantidade de detecção, tipos de vacinas e etc. Verificar se a empresa escolhida está bem posicionada nos resultados e relatórios é um parâmetro importante a ser observado no momento da escolha”, avalia Marinho.

Como hackear wifi curso gratis

Rezutado du jogo du bicho

Google -Empresa quer que o Android fique mais parecido com o iOS

aiO Google atualizou nesta semana os parâmetros do Material Design, o conceito estético que rege a maioria dos aplicativos disponíveis para as versões mais recentes do Android. Entre as novidades está a sugestão para que desenvolvedores incluam uma barra na parte inferior dos seus apps com botões que levem às principais seções do programa, como é comum em apps para iPhone e iPad.

Antes da atualização, o Google orientava os desenvolvedores que colocassem todas as seções disponíveis ao usuário em um ícone “sanduíche”: três linhas horizontais ou três ponto no canto superior da tela, onde o usuário poderia tocar e ter acesso a um menu com as opções. Em certos casos, o Material Design sugeria que essas seções fossem agrupadas em abas na parte superior.

Veja o app do Facebook, por exemplo. Abaixo, à direita, está a atual versão para Android; e, à esquerda, a versão para iOS. Com a mudança nos parâmetros do Material Design, é possível que o aplicativo no sistema do Google fique mais parecido com o do sistema da Apple.

Com a mudança, o Material Design passa a seguir um dos princípios do design que a Apple sugere aos desenvolvedores, o que pode fazer com que os aplicativos para ambas as plataformas fiquem mais parecidos com o passar do tempo. Isso não significa, porém, que o Google quer eliminar o ícone sanduíche ou as abas, já que estes elementos continuam fazendo parte das linhas de base do Material Design.

A recomendação é que os desenvolvedores agora usem a barra inferior apenas quando o app tiver de três e a cinco seções. Se forem apenas duas seções, a orientação é que o app use abas. Mas se forem seis ou mais, o ícone sanduíche ainda é a melhor opção.

Smartphone LG V10: preço e ficha técnica

v10No ano passado a LG lançou um novo smartphone com a promessa de ser o parrudão da turma. O LG V10 é um smartphone robusto e, diferente da linha G da marca, contém design completamente novo, ou seja, sem características de modelos anteriores. Com um display de 5,7 polegadas com resolução quadHD, o modelo possui a maior tela vista em smartphones.

Mesmo que a outras marcas já tivesse produtos com duas telas na parte frontal dos smartphones, a LG apostou em uma segunda tela de 2.1” localizado acima do display principal. Ali são mostradas notificações entre outras funcionalidades.

Suas medidas são pouco mais elevadas que o normal (159,6 x 79,3 x 8,6 mm e 192 gramas). Apesar disso, as configurações de hardware compensam qualquer ponto negativo. Com processador hexa-core Qualcomm Snapdragon 808 (1 quad-core de 1.44 GHz Cortex-A53 e outro dual-core de 1.8GHz Cortex-A57), além da Adreno 418 e 4GB de memória RAM, o smartphone está entre os melhores smartphones do mercado.

Ele ainda possui 64GB de armazenamento interno com a possiblidade de ampliação via cartão microSD de até 120GB.

O smartphone possui ainda excelente câmera de 16 MP e uma frontal com 5MP, além da capacidade de gravar vídeos em 4K com 30 frames por segundo. Para suportar todas as funcionalidades do LG V10, uma bateria de 3000 mAh promete ser suficiente. O V10 ainda não está à venda no Brasil. Que este cenário mude em 2016

LG G2 Lite – Saiba como fazer a atualização do Android no smartphone

g2O LG G2 Lite teve lançamento no Brasil em setembro de 2014, com especificações razoáveis para um celular barato, como processador quad-core, 1 GB de memória RAM e Android 4.2 (Jelly Bean). No entanto, atualmente, o smartphone pode ser atualizado para oAndroid 4.4 (KitKat).

A fabricante liberou a atualização com a promessa de melhorar o desempenho do telefone. Caso o seu LG G2 Lite não tenha recebido o update automático, é preciso baixá-lo manualmente nas configurações do celular. Descubra a seguir como atualizar o Android do smartphone da LG.

1. Acesse a aba “Geral”, no menu “Ajustes”, e desça a tela até o final. Toque em “Sobre o telefone”.

2. Acesse a aba “Comum” e vá até o “Centro de Atualização”. Em seguida, toque em “Atualização de software”.

3. Certifique-se de que as opções “Verificar e baixar atualizações automaticamente” e “Instalar automaticamente a atualização baixada” estejam marcadas para não perder nenhuma novidade liberada para o seu modelo.

Para saber se há uma atualização pendente no seu celular, toque em “Verificar agora para atualização”.

Se você ativou o modo automático para download e instalação de uma eventual atualização, o pacote será baixado sozinho via Wi-Fi e configurado no seu celular. Basta garantir que a bateria esteja carregada, para não ocorrer falhas.

Umi Touch review, especificações e preço

umi2Agora, chegou a vez da Umi apresentar o Touch, um dispositivo que promete revolucionar o nicho de alto desempenho ao permitir que o usuário escolha qual sistema operacional deseja utilizar, fazendo assim com que seja necessário decidir apenas de acordo com as possibilidades de cada plataforma.

Segundo revelado, o aparelho conta com especificações satisfatórias para o mercado que pretende disputar, mesmo não sendo capaz de concorrer em desempenho bruto contra monstros como Galaxy S7 e G5. Isto pesa ainda mais ao seu favor quando falamos de seu valor sugerido de apenas US$ 149, o que significa que daria para comprar cinco unidades do Umi Touch com o que se gasta em um exemplar dos atuais flagships de Samsung e LG.

Em termos de especificações técnicas, foi dito que o Umi Touch conta com:

  • Tela LTPS de 5,5 polegadas com resolução Full HD (1080 x 1920 pixels)
  • Chipset MediaTek Octa Core (provavelmente um Helio X10)
  • 3GB de RAM
  • 16GB de espaço para armazenamento interno, expansível via cartão microSD de até 128GB
  • Câmera principal de 13 megapixels com sensor Sony IMX328 com flash dual LED
  • Câmera frontal de 5 megapixels com flash LED
  • Leitor de impressões digitais no botão home
  • Bateria de 4.000mAh
  • Dual SIM 4G LTE

Ao olharmos para a parte do software, é dito que o Umi Touch conta com acesso ao portal RootJoy, que permite a instalação de sistemas como Android Marshmallow, Flyme, MyUI, VibeUI e até mesmo o Windows 10 Mobile, o que demonstra que a fabricante andou em contato com a Microsoft para fazer parte de um projeto semelhante ao que levou a plataforma para o Xiaomi Mi 4.

 Vale notar que atualmente o Windows 10 Mobile não suporta chipsets da MediaTek, o que significa que caso o Umi Touch seja de fato lançado com a plataforma da Microsoft ele será pioneiro neste quesito, abrindo as portas para que mais fabricantes chinesas apostem no custo-benefício visto na concorrente da Qualcomm. O dispositivo ainda está disponível apenas para pré-venda, não havendo informações mais concretas sobre quando ele começará a ser enviado aos usuários ou os países em que será de fato vendido.

LG G4 preço e especificações do smartphone

g4
O aparelho LG G4 trouxe o melhor modo manual para a câmera e gerou uma nova experiência fotográfica aos usuários. Mas não é só isso. Ele vem com processador Qualcomm Snapdragon 808, GPU Adreno 418, 3GB de memória RAM e 32GB de armazenamento interno (mais cartão microSD de até 128GB). Veja o review.

Este conjunto de hardware permite uma experiência muito agradável ao usuário e, tirando poucos casos em que ele superaqueceu ou teve algum travamento, você dificilmente terá estresse com o LG G4.

Ele possui também uma câmera de 8MP na superfície frontal e 16MP na câmera principal. Esta segundo com a possibilidade de utilizar o modo manual – em que o usuário pode alterar parâmetros de fotometria e deixar a foto da maneira que quiser.

O excelente display de 5,5 polegadas – resolução quadHD – e a bateria de 2900 mAh dão ao usuário muita qualidade para fazer todas as funções necessárias com o smartphone.

Dá para encontrar o LG G4 na faixa dos R$ 1.799,90.

 

Xperia Z5 Premium, preço e ficha técnica

z5A japonesa Sony acaba de anunciar oficialmente a chegada do último integrante da linha Xperia Z5, que é o irmão mais premium que você pode encontrar dentro da fabricante nipônica. Quase que idêntico ao Xperia Z5, o XPeria Z5 Premium tem como ponto de destaque sua incrível (e desnecessária) tela com resolução quatro vezes superior ao Full HD.

Este modelo foi anunciado durante a IFA do ano passado, que aconteceu na primeira semana de setembro em Berlin, na Alemanha. Se você colocar o Xperia Z5 Premium ao lado do Xperia Z5, não notará diferença alguma na parte externa e isso se repete do lado de dentro também, mas com apenas duas mudanças principais: resolução de tela e bateria.

Por dentro, temos:

  • Tela IPS LCD de 5.5 polegadas (0,3 polegadas a mais, do que no Z5), com resolução de 3840 x 2160 pixels
  • Densidade aproximada de 806 pixels por polegada (quase que o dobro que o Z5)
  • Processador Qualcomm MSM8994 Snapdragon 810 octa-core (quatro núcleos em 1.5 GHz e outros quatro núcleos em 2 GHz)
  • GPU Adreno 430
  • 32 GB de memória interna
  • 3 GB de memória RAM
  • Câmera traseira de 23 megapixels e abertura de f/2.0
  • Câmera frontal de 5.1 megapixels e abertura de f/2.4
  • Android 5.1.1 (com atualização garantida para o Android 6.0
  • Bateria de3.430mAh

Tantos pixels extras, fazem diferença?

Olhando os números, vemos uma mudança pequenina no tamanho físico da tela, uma bem grande na resolução do display e mais carga na bateria. Aumentar a resolução significa, obrigatoriamente (e isso vale para qualquer fabricante de celular), aumentar o consumo do processador, da placa gráfica (que precisa gerar, neste caso, quatro vezes mais pixels) e da bateria – que, aqui, precisa suportar o consumo extra do CPU e da GPU. Isso significa que o aumento da carga da bateria significa apenas que a autonomia não deve ser muito menor do que no Z5, apenas algo próximo.

Olhando para a tela, de perto, os pixels são tão pequenos que você não consegue notar um quadradinho sequer. A ideia é incrível, a qualidade da imagem é espetacular, mas a diferença de qualidade de uma tela Full HD para uma tela 4K é tão pequena ao olhar em uma distância normal de uso (algo próximo de um metro de distância dos olhos), que você não vai saber se está com o Z5 normal, ou o Premium.

Disponibilidade e preço…

O Xperia Z5 Premium está disponível no Brasil, no varejo e na operadora Vivo, com um preço sugerido de R$ 4,7 mil. Este valor é maior do que o encontrado por um iPhone 6s de 128 GB, ou muito maior do que o Galaxy S6 Edge Plus, de 32 GB. Se você realmente quer a melhor resolução de tela disponível em um display que cabe nas mãos, vai precisar colocar mais moedas na hora de comprar o smartphone.

Como estamos falando de exatamente o mesmo processador, GPU e memória RAM do Xperia Z5, só que com quatro vezes mais resolução, é natural que o desempenho deste modelo sofra por uma carga extra de trabalho. Ainda é cedo para afirmar se isso realmente ocorre, mas já estamos com o smartphone em mãos e o review será publicado nas próximas semanas.

Lenovo Vibe A7010, preço e especificações técnicas

lenovoPara a estreia no mercado nacional, a dona da Motorola apostou no Vibe A7010, um modelo intermediário que traz recursos diferenciados na faixa de preço, como os alto-falantes reforçados e um leitor de impressões digitais na traseira, tudo acompanhado de componentes de hardware acima da média.

Conclusão…

O Vibe A7010 é um smartphone bem interessante pelo que custa. Lançado no Brasil com preço sugerido de R$ 1.299, ele compete com aparelhos da própria Motorola, como o Moto X Play. Ao optar pela Lenovo, você perde a câmera de ótima qualidade, a GPU mais potente e a bateria gigante com carregamento ultrarrápido do smartphone intermediário da Motorola, mas leva um acabamento mais caprichado, um leitor de impressões digitais e som mais forte.

lenovo-vibe-a7010-fecha
Aliás, considerando o recente aumento nos preços da Motorola, o Vibe A7010 se torna mais atraente. Enquanto o modelo da Lenovo pode ser encontrado facilmente por valores a partir de R$ 1,1 mil, está cada vez mais difícil comprar um Moto X Play por menos de R$ 1,4 mil: você precisa ficar de olho nas promoções do varejo. Por isso, mesmo que o Moto X Play seja uma opção superior, considerando todo o conjunto, talvez valha a pena guardar esse dinheiro.

O smartphone de estreia da Lenovo é uma boa opção de compra para a maioria dos usuários que gostam de telas grandes para consumir conteúdo (e se beneficiarão com o som Dolby Atmos) e querem uma bateria decente para aguentar o dia inteiro, mas não se importam tanto com fotografia, games pesados ou atualizações rápidas de software. Para todo o resto, é possível encontrar os aparelhos da Motorola ou topos de linha de gerações passadas das outras marcas.

Este é o primeiro de muitos experimentos que faremos ao longo dos próximos meses nas análises de produtos, testando novos formatos de texto e vídeo. Sinta-se livre para compartilhar suas impressões não apenas sobre o smartphone, mas também sobre a estrutura do review, na área de comentários.

Especificações técnicas:

Bateria: 3.300 mAh;
Câmera: 13 megapixels (traseira) e 5 megapixels (frontal);
Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, Bluetooth 4.0, USB 2.0, NFC, rádio FM;
Dimensões: 153,6 x 76,5 x 9,2 mm;
GPU: Mali-T720MP3;
Memória externa: suporte a cartão microSD de até 128 GB;
Memória interna: 32 GB;
Memória RAM: 2 GB;
Peso: 158 gramas;
Plataforma: Android 5.1 (Lollipop);
Processador: octa-core MediaTek MT6753 de 1,3 GHz;
Sensores: acelerômetro, proximidade, bússola, giroscópio, impressões digitais;
Tela: IPS LCD de 5,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels e proteção Gorilla Glass 3.