Louis Vuitton anuncia smartwatch com suporte para Android

Os tempos mudaram: a Louis Vuitton, mais conhecida por suas bolsas, tornou-se concorrente da gigante da tecnologia Apple nesta terça-feira, ao anunciar o lançamento de seu primeiro smartwatch. Desenvolvido para rodar no sistema operacional Android, da Google, o relógio high-tech vai concorrer com o iWatch no segmento conhecido como “wereable tech”, ou seja, aparatos tecnológicos que compõem o guarda-roupa.

Com o nome de Tambour Horizon, o relógio high-tech da Louis Vuitton tem como grande diferencial o estilo: ele pode ser customizado graças a 60 tipos de pulseiras diferentes, enquanto o painel digital pode ser estilizado diante de diversas opções disponíveis para download.

Os preços do Tambour Horizon variam: o relógio em si custa a partir de US$ 2.511, enquanto as pulseiras não saem por menos de US$ 303. Mesmo assim, o modelo passa a ser o relógio mais acessível da grife francesa. O produto ainda inclui os famosos guias de turismo da Louis Vuitton e o aplicativo “My Flight”, para voos de avião.

“Nós não sabemos aonde a indústria de objetos conectados está indo, mas sabemos que será algo gigante. Você pode ou sentar na calçada e assistir, ou você pode mergulhar fundo e ser um protagonista”, comentou ao site “Business of Fashion” o CEO da Vuitton, Michael Burke, sobre o lançamento.

Mesmo assim, alguns especialistas no mercado de luxo responderam de forma cética ao lançamento. Além da Louis Vuitton, grifes como Tag Heuer, Bulgari e Montblanc já haviam lançado seus smartwatches. Resta saber se tais marcas, associadas mais à durabilidade e ao apelo atemporal de seus produtos, vão conseguir fazer frente a um mercado movido por inovações e atualizações constantes.

Smartwatch Polar M600

Smartwatch esportivo à prova d’água, o Polar M600 é o mais recente lançamento da marca finlandesa no Brasil. Utiliza plataforma Android Wear para smartwatch do Google e conta com tecnologia de frequência cardíaca óptica da Polar, que fornece a medição baseada em pulso por meio de seis LEDs , além de GPS integrado, monitoramento de atividade 24 horas por dia e todos os recursos do Polar Smart Coaching.

O Polar M600 possui um design estiloso e elegante, com tela touch colorida de 1,3 polegadas, botão frontal para controlar o treino de forma rápida e fácil, e pulseira de silicone. A bateria tem autonomia de mais de 48 horas quando conectado a dispositivos Android.

Além das informações sobre treinamento, atividades diárias e exercícios, é possível utilizar controle por voz, personalizar o mostrador de relógio, visualizar notificações de calendário, responder mensagens de texto e instantâneas com um smartphone Android, visualizar feeds de redes sociais e acessar mais de quatro mil aplicativos no Google Play. Para isso, o Polar M600 oferece 4GB de armazenamento interno e permite sincronizar músicas do Google Play para ouvir sem o smartphone.

A previsão é que o Polar M600 esteja disponível para compra na loja virtual da marca e em redes de artigos esportivos já a partir deste mês de abril.

Preço sugerido: R$ 1.699

Xiaomi Smartwatch Amazfit

A Xiaomi anuncia um smartwatch que dispensa o Android para tentar fazer sucesso a um preço baixo. O Amazfit é um relógio inteligente fabricado em parceria com a empresa Huami, que já produz a Mi Band para a marca chinesa. O dispositivo tem um sistema proprietário, design esportivo com tela circular e, como sempre, preço baixo se comparado à concorrência.

O smartwatch tem medidor de batimentos cardíacos e GPS integrados. Ele equipa uma tela de 1,34 polegadas, um pouco menor do que a empregada no Moto 360. Internamente, porém, ele traz similaridades à primeira geração do relógio da Motorola: memória RAM de 512 MB e armazenamento interno de 4 GB. Já o processador trabalha na frequência de 1,2 GHz.xia

A bateria do aparelho é de somente 200 mAh, mas, segundo a Xiaomi, oferece carga suficiente para deixar o Amazfit ligado por até cinco dias. Essa medição é válida com o GPS desligado. Com ele ativado, o relógio promete ficar mais de um dia longe da tomada – exatamente 30 horas, de acordo com dados oficiais.

xia3O Amazfit também é à prova d’água e poeira, com certificação IP67 – inferior à empregada na carcaça do Galaxy S7, por exemplo, que oferece certificação IP68.

Com um design atrativo e recursos básicos que prometem agradar a praticantes de atividades físicas – o relógio sincroniza dados com o app Mi Fit, mesmo sem Android – o aparelho é vendido por um preço relativamente baixo, de US$ 120, ou R$ 392 em conversão direta. O acessório estará disponível para compra somente na China a partir de 31 de agosto.