Dicas para economizar na conta de energia elétrica de sua casa

Pequena mudanças de atitudes no cotidiano ajudam a evitar o susto ao ver o valor da conta de luz no final do mês. Temos dicas aqui que pode lhe ajudar a economizar energia elétrica. claro que o planeta e o bolso, agradecem bastante.

Encontrar meios de economizar é sempre uma boa forma de valorizar o seu dinheiro e utilizá-lo de maneira consciente. Quando o assunto é conta de luz, no entanto, os cuidados têm de ser ainda maiores para evitar surpresas que pesam no bolso no final do mês. Pensando nisso, separamos dicas essenciais para você economizar na sua conta de energia. Confira!

Fique atento aos cuidados com a sua geladeira

O refrigerador é indispensável para qualquer casa. Mas esse é um dos eletrodomésticos que mais consomem energia elétrica, pois fica ligado constantemente. Existem alguns cuidados simples para evitar gastos desnecessários:

  • Evitar guardar alimentos quentes;
  • Deixar a geladeira em locais bem refrigerados e longe do fogão;
  • Abrir a geladeira o mínimo de vezes possível;
  • Fazer o degelo sempre que necessário, pois o excesso faz o motor trabalhar ainda mais. Vale saber que quem tem geladeira frost free não precisa se preocupar com esse processo, pois esse tipo não acumula gelo no freezer.

Não deixe carregadores na tomada

É muito comum as pessoas deixarem carregadores na tomada para facilitar a vida na hora de carregar aparelhos móveis como o celular, por exemplo. Esse tipo de dispositivo, no entanto, é um dos vilões no consumo de energia elétrica, utilizando cerca de 0,26W por hora quando está fora de uso e cerca de 1W a 5W de potência quando está com um celular, mesmo que o dispositivo já esteja carregado. Evitar deixar o carregador conectado desnecessariamente ajudará a economizar energia no final do mês.

Cuidados com a iluminação

Evite deixar as luzes acesas sem necessidade e aproveite ao máximo as fontes de iluminação natural, deixando portas e janelas abertas durante o dia. Prefira paredes com cores claras nos espaços internos, pois isso melhora a sensação de luz nos cômodos. Por último, aposte em lâmpadas de LED ou fluorescentes em vez das incandescentes, pois essas possuem melhor desempenho.

Saiba como os criminosos roubam dados de cartões de crédito

A preferência dos criminosos brasileiros por fraudes bancárias (envolvendo transferências, boletos e cartões de crédito) fica clara pela quantidade de pragas criadas dentro do Brasil para atuar nesse tipo de crime.
No primeiro dia da Cúpula Latino-americana de Analistas de Segurança, evento organizado pela empresa de segurança digital Kaspersky em Buenos Aires, Argentina, ouviu-se um funk em uma das apresentações. Fábio Assolini mostrou o clipe durante a sua fala devido à letra, que exalta o fruto de um crime digital: a clonagem de cartões de crédito.
Os funks celebrando a clonagem de cartões são facilmente encontrados no YouTube, junto a tutoriais e anúncios para a venda de ferramentas. Esses conteúdos também podem ser encontrados em grupos no Facebook. Não há muito pudor ou preocupação e trata-se de sintoma de uma prática cada vez mais comum.

O dinheiro de plástico já é usado por 22% da população da América Latina. No Brasil, são 28,8 milhões de adultos com acesso a ele. O surgimento das fintechs, que cortam a burocracia e exigem menos garantias para cederem cartões de crédito, estão ajudando na popularização desse meio de pagamento.

Em paralelo, aumenta também o interesse de criminosos na obtenção de dados de cartões. Algumas práticas não são novas — golpes que têm esse alvo datam de pelo menos 2005 — e as técnicas mais modernas são bastante engenhosas.

Mesmo o chip de segurança, presente na maioria dos cartões de crédito em circulação no Brasil, são suscetíveis à clonagem, seja do modo mais sofisticado, como um “skimmer” (popularmente conhecido como “chupa-cabras”) capaz de copiar as informações do chip quando o cartão é inserido em um caixa automático comprometido, situação flagrada no México; seja por ações grosseiras, como literalmente recortar o chip nesse processo. Isso aconteceu no Brasil.

De qualquer forma, há um detalhe interessante que facilita o uso de dados de cartões roubados: para compras online, o chip de segurança é totalmente dispensável.

Como se clona um cartão?

Além dos chupa-cabras, que são modificações não autorizadas em caixas automáticos feitas a fim de capturar dados do cartão, há outras formas de consegui-los. Assolini cita algumas: maquininhas adulteradas, caixas automáticos inteiros falsificados, a velha engenharia social e, no que considera o caso mais grave, os terminais de venda (PoS, de “point of sale”, ou ponto de venda em português) infectados por vírus.

Esses terminais são computadores comuns que recebem pagamentos de cartão através de um dispositivo que lê o cartão e tem um teclado numérico para a inserção de senhas, chamado PIN Pad. Eles ainda são populares em mercados, hotéis e postos de gasolina, por exemplo. Por estarem ligados a sistemas de uso geral, como o Windows, podem ser comprometidos com mais facilidade. E ainda trazem uma vantagem valiosa ao criminoso: é o único método de clonagem de cartão que pode ser implementado e gerenciado remotamente, sem que ele tenha contato direto com a vítima.

Outra peculiaridade da clonagem de cartões é a proximidade com o crime tradicional. Para fazer uso dos outros métodos, os carders, como são chamados os criminosos que obtêm e negociam esses dados, precisam do auxílio de alguém que vá ao local e faça o trabalho manual quando não o aplica via PoS. Após a aquisição dos dados, eles “negociam com criminosos tradicionais, que fazem compras online fraudulentas, negociam veículos e são até usado pelo narcotráfico. O carder eé o cara mais próximo do crime tradicional”, diz Assolini.

Briga de gato e rato

O primeiro vírus de PoS foi descoberto pela Visa, em 2008. Hoje, a Kaspersky tem conhecimento de 40 famílias de vírus do tipo, feitos especialmente para infectar computadores de pontos de venda e transmitir, sem que o dono do estabelecimento ou seus clientes saibam, dados de cartões para servidores remotos.

Como em outras áreas da segurança digital, há uma briga de gato e rato entre os criminosos e as empresas de segurança. Quando os ataques a PoS começaram, os vírus conseguiam os dados durante o trânsito, ou seja, enquanto eles eram transferidos do PIN Pad para o computador. As operadoras de cartões identificaram o problema e passaram a codificar esses dados durante o trânsito, fechando a brecha.

Não foi suficiente para barrar a ação dos criminosos. Com aquela porta fechada, os novos vírus passaram a vasculhar uma memória temporária do computador (RAM, abreviação em inglês de “memória de acesso aleatório”), que grava os dados do cartão sem criptografia. A técnica é chamada “memory scraping”.

Outra grande virada no mercado de clonagem de cartão foi a abertura do código-fonte do vírus Dexter. Houve uma explosão no número de detecções em 2015, quando isso aconteceu. Na prática, com o código-fonte divulgado, qualquer um pode, sem muita dificuldade e com custo zero, criar seu próprio vírus de PoS e modificar ou melhorar o código original.

Outros vírus, como o Katrina e o Neutrino, são vendidos em lugares obscuros da Internet por valores que chegam a US$ 2.200. O Neutrino chega a oferecer um painel de controle sofisticado, do tipo que qualquer um consegue operar.

Como se proteger

Ter o cartão clonado é um risco constante. Mesmo a pessoa mais diligente está sujeita a isso — o próprio Assolini já foi vítima. Ele dá algumas dicas para amenizar as chances de passar por esse sufoco:

  • Cubra o teclado do terminal automático na hora de digitar a senha. Alguns terminais adulterados têm câmeras que capturam a digitação da senha;
  • Não perca de vista seu cartão na hora de realizar pagamentos;
  • Evite usar terminais que ficam na rua. Os que estão dentro das agências e de estabelecimentos comerciais são mais vigiados e, portanto, difíceis de serem adulterados;
  • Tenha mais de um cartão de crédito. Se um deles for clonado, você não ficará sem acesso a esse meio de pagamento até resolver o problema; e
  • Revise o saldo regularmente. Se seu banco ou operadora oferecer apps e serviços de alerta por SMS, ative-os. Assim, caso o cartão seja clonado e alguém tente fazer compras não autorizadas em seu nome, você saberá de imediato e poderá tomar as providências adequadas, como cancelar o cartão e comunicar a operadora.

Você sabia que pode estar pagando caro para usar a internet ou o celular?

 

Atualmente, o Brasil conta com quatro enormes operadoras de telefonia celular— além de algumas empresas de menor abrangência que agem em regiões mais limitadas do território.

Você provavelmente já recebeu, nos últimos anos, uma oferta da sua operadora de telefonia para migrar para um plano pós pago de celular ou plano de internet superior pagando nada ou quase nada a mais por isso. Mas saiba também que você pode pagar menos por um plano que seja melhor e suficiente para atender às suas necessidades.

É o que aponta simulações feitas pelo site comparador de planos de telefonia e internet, o Melhor Escolha. A pesquisa comparou preços de planos em julho de 2014 e julho deste ano.

A pesquisa comparou preços de planos em julho de 2014 e julho deste ano. O quanto o consumidor pode estar pagando a mais depende muito de qual plano contratou e quando contratou. “Varia muito”, diz Jonas Justo, CEO do Melhor Escolha.

Por exemplo, quem contratou um plano de internet com 30 mega de velocidade da operadora NET em julho de 2014, que tenha sofrido reajustes em linha com o IGP-M, pode ter o dobro de velocidade na Claro com 7,36% de desconto.

Veja abaixo as simulações feitas pelo site Melhor Escolha para planos de internet, telefonia e telefone fixo:

Internet

Quem contratou um plano de internet com 30 Mega de velocidade da operadora NET em julho de 2014, se tiver tido reajustes em linha com o IGPM, deve pagar hoje em média 151 reais por mês. Mas, se comparar os preços dos planos atuais, vai descobrir que pode ter um velocidade maior gastando menos:

Operadora Plano Preço Plano Preço
Net 60 mega R$ 139,90
Vivo 50 Mega R$ 134,99
Tim Live 35 Mega R$ 89,90

Celular pós pago

Quem contratou o plano da Claro com 2GB de franquia de internet + 60 minutos em julho de 2014 e teve, desde então, reajustes em linha com o IGP-M, deve pagar hoje em média 162 reais por mês pelo serviço. Mas se comparar com outros planos, verá que pode ter uma franquia de dados maior com minutos ilimitados pagando menos.

Operadora Plano Preço Plano Preço
Claro 5GB + minutos ilimitados R$ 109.98
Nextel 5GB + minutos ilimitados R$ 99.99
Tim 5GB + minutos ilimitados R$ 134.90
Vivo 7GB (4GB +3GB de bônus por 12 meses, com portabilidade) + 150 minutos locais R$ 139.90

Telefone fixo

Quem contratou de telefone fixo da Vivo Meus Minutos 100 (100 minutos local – fixo pra fixo) em julho de 2014 e o serviço teve reajustes em linha com o IGP-M, deve pagar hoje, em média, 36 reais mensais. Comparando com os planos atuais, é possível economizar e ainda ter minutos ilimitados.

Operadora Plano Preço Plano Preço
Net Minutos limitados local (fixo pra fixo) R$ 20.00
Claro Minutos limitados local (fixo pra fixo) R$ 24.90
Vivo Minutos limitados local (fixo pra fixo) R$ 49.99

Para fazer a comparação entre os planos adquiridos em 2014 e os vendidos em julho deste ano, a pesquisa considerou um reajuste de 16,7% dos preços dos planos antigos, seguindo a variação do IGP-M no período. O índice de inflação é utilizado na maioria dos contratos dos planos de telefonia.

Tecnologia mais avançada

O barateamento dos planos de telefonia e internet nos últimos anos acontece por conta de uma evolução da tecnologia, conta Justo. “A fibra ótica permite que as operadoras ofereçam mais internet com o mesmo custo de infraestrutura, o que permitiu repassar o custo mais baixo ao consumidor, reduzindo a franquia do plano”.

Além disso, conta Justo, novos hábitos dos consumidores, como utilização de aplicativos de mensagens, fizeram com que novos planos passassem a priorizar mais o serviço de internet do que os minutos gastos com ligações. “As operadoras tiveram de se adaptar à essa nova realidade”.

Como ver a franquia de internet da claro

Plano tim 35 reais

Supermercados brasileiros lançam caixa com autoatendimento

 

Sem a necessidade da interação de funcionários, o cliente passa suas próprias compras no caixa do supermercado de autoatendimento paga no cartão e pronto, pode ir embora.

Entretanto, isso não está limitado apenas a outros países, já que a tecnologia também pode ser encontrada no Brasil.

Atualmente, esse sistema pode ser visto no Master Supermercado (do Shopping Frei Caneca, em São Paulo). Ele foi recém-inaugurado nesse shopping, e também no Carrefour do Jardim Pamplona Shopping (zona Oeste de São Paulo) e no supermercado Zaffari, em Porto Alegre (RS). Há ainda uma loja de doces chamada Tateno, na Vila Mariana (SP), que apresenta essa novidade.

Além de agilizar o fluxo de clientes nas lojas (especialmente aqueles que estão adquirindo poucos produtos), esse sistema conta com um leitor de códigos de barras mais sensível, além de apresentarem câmeras e um sistema com balança para garantir que o cliente não está levando mais e pagando menos pela compra.

E como funciona?

O funcionamento desse sistema é bem simples. Além de passar os produtos no leitor de códigos de barras, esses itens devem ser colocados em uma sacola que fica em cima de uma balança. Como os produtos em questão são registrados previamente no sistema, ele é capaz de identificar pelo registro se o preço total apresentado na tela bate com o que foi pesado.

Caso o cliente acabe adicionando um item na sacola sem ser cobrado ou apenas não seja colocado nela, o caixa trava e é necessário chamar um funcionário do supermercado para saber se houve algum problema.

Concurso Detran 2017: Edital e inscrições para 300 vagas

 

Está confirmado. O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará terá um novo concurso público em breve (concurso DETRAN-CE 2017). Por meio da assessoria de imprensa do governo estadual, o chefe de estado Camilo Santana anunciou que será realizada uma nova seleção pública de servidores para ingresso de Agentes de Trânsito no órgão. No dia 25 de agosto o Governador designou os servidores que vão coordenar a seleção para cargos efetivos no órgão –

O lançamento do edital de abertura é previsto para outubro e segundo o governador, serão oferecidas 300 vagas para provimento imediato.

Os cargos que serão contemplados na seleção ainda estão sendo definidos. O quadro de pessoal do DETRAN-CE é composto das carreiras de:

Nível superior – Analista de Trânsito e Transporte (Engenharia, Arquitetura, Administração, Ciências Contábeis, Economia e Informática); Procurador Autárquico (Direito e inscrição na OAB), e Analista de Gestão da Saúde (Psicologia, Nutrição, Serviço Social e Medicina);

Nível médio – Agente de Trânsito e Transporte, Vistoriador e Técnico em Atividade de Trânsito e Transporte (exigem ainda CNH na categoria “B”);

Nível fundamental – Agente de Atividade de Trânsito e Transporte e Assistente de Atividade de Trânsito e Transporte, também exigindo CNH na categoria “B”.

A realização do certame já foi autorizada pela Assembleia Legislativa do Ceará no início do ano, que aprovou o novo concurso para 2017. A previsão de realização já consta na Lei Orçamentária deste ano, com despesa aproximada de R$ 360 mil. A próxima etapa agora é levantar dados para a oferta de vagas por cargo e escolher a organizadora responsável por acompanhar e coordenar as etapas da seleção. Além dos cargos de Agente e Fiscal, que exigem ensino médio, a seleção poderá ter oportunidades para carreiras de nível superior, no cargo de Analista de Trânsito e Transporte.

O cargo de Agente de Trânsito exige formação de nível médio completo e tem remuneração fixada em R$ 2.573,61, composta por salário base de R$ 872,41, produtividade de R$ 1.439,48 e gratificação de risco de vida de R$ 261,72. Além disso, podem ser acrescidas gratificações de direção e legislação e adicionais, prêmios e bonificações por operações do DETRAN.

O último concurso do Detran-CE ocorreu em 2006, quando 200 vagas foram ofertadas para as carreiras de agente de trânsito e fiscal de transportes.

O DETRAN atua no atendimento das demandas da sociedade relacionadas ao sistema de trânsito com qualidade, transparência e inovação; potencializando a educação, segurança e cidadania, e propiciando mudança comportamental para melhor qualidade de vida das pessoas.

Justiça suspende comercialização do cartão Santander Free em todo país

 

 A Justiça do estado do Rio de Janeiro determinou a suspensão em todo o país da comercialização do cartão de crédito Santander Free, por descumprimento de oferta. A medida se deve a uma ação coletiva movida pela associação de consumidores Proteste em junho de 2016. Clientes relataram que o banco começou a cobrar repentinamente uma anuidade.

A associação alega que “essa prática do Santander é um grave desrespeito ao Código de Defesa do Consumidor, pois não cumpre o que é prometido na oferta, contrariando o próprio nome do cartão: free. Portanto, configura publicidade enganosa”, denuncia a Proteste.

Inicialmente, o cartão era oferecido aos usuários sem nenhuma taxa de anuidade, sendo necessária apenas uma transação de crédito por mês para a inseção de anuidade. Regra que foi extinta subitamente em maio de 2016, quando o banco passou a exigir operações mínimas de R$ 100 por mês para continuar a utilização do serviço sem anuidade.

Com alteração, o usuário que gastasse quantia inferior a R$ 100 por mês no crédito, recebia uma cobrança proporcional à anuidade, valor de cerca de R$ 270.

Com a denúncia, uma liminar foi concedida pela juíza Maria Christina Berardo Rucker, determinando a suspensão de novas contratações do cartão, assim como o fim da cobrança aos antigos usuários do cartão. Se as medidas forem descumpridas, o banco terá que pagar multa diária de R$ 50 mil.

O banco Santander ainda não se pronunicou referente ao caso, mas pode recorrer da decisão da Justiça.

Conheça excelentes técnicas de memorização e garanta seu rendimento no estudo

O maior medo das pessoas, ao necessitar gravar informações na memória, é de que quando chegar o momento decisivo, aquele momento onde todo o conteúdo assimilado será solicitado e posto em prática, a pessoa tenha o tão temido “branco”.

Esquecer pode ser consequência de uma maneira incompleta de estudar, ou ainda, reflexo de falta de memorização. Pode relaxar, não é a idade; e você vai poder melhorar seu desempenho e aprendizado usando umas técnicas simples para esquecer menos. Veja só essas maneiras:

  1. Fórmulas escritas

Você pode guardar nomes e datas fazendo fórmulas e decorando por repetição. Isso serve para nomes longos e dados extensos. Por exemplo, para memorizar o nome dos 5 ditadores do trágico regime militar brasileiro, pode-se fazer a combinação de 2 siglas: CB-CS+MGF = Castelo Branco, Costa e Silva, Médici, Geisel e Figueiredo. Outra maneira de memorizar, é criando frases bobas e inesquecíveis. Para esse exemplo, por exemplo, ficaria mais ou menos assim: Casa Branca, e Casa Azul: são Muito Grandes e Feias. Percebeu como a frase guarda sutilmente as iniciais no nome? Talvez seja complicado memorizar, mas fica fácil lembrar se uma frase boba é fácil de ser memorizada por ser engraçada.

  1. Resumo

É difícil assimilar textos grandes. Então, assim que você acabar de ler e entender, resuma ele com suas palavras. Isso nunca falha, e é ajuda certa quando você precisar revisar – que aliás, é outra maneira de memorizar.

  1. Revisão

É o principal reforço da memória. Quando vemos algo com muita frequência, dificilmente esquecemos. É por isso que nunca esquecemos nomes dos nossos amigos, mas esquecemos totalmente de alguém que vimos num seminário a 2 anos atrás, uma única vez. Nunca estude uma vez só: revise várias vezes os seus resumos.

  1. Uso de sinônimos

Tá difícil aprender um conceito por conta das palavras que o definem? Simples, use sinônimos. Troque retrocesso por atraso, Usucapião por tomada de posse, e siga trocando o complicado pelo simples.

  1. Teste-se

Os exercícios consolidam o seu conhecimento. Mesmo quando você erra, sua aprendizagem aprende o que é erro e você tende a repetir menos. E o que sobram? São acertos, que crescem. Testar também é revisar.

  1. Ouça

Memória auditiva é um reforço cognitivo importante. Se algo está sendo difícil de ser lembrado, fale em voz alta enquanto estuda. A audição também é uma fonte de memórias, e a fala serve como processo de estímulo.

  1. Faça fichamento

Para assuntos muito grandes, extensos, e dispendiosos: faça palavras-chave ANTES dos resumos. Esse processo se chama fichamento: depois de ler e entender, separe umas 3, 4 ou 5 palavras que te faça lembrar da maioria do assunto. Um exemplo: sobre processo de licitação: menor preço, melhor técnica, combinação, e livre mercado são boas palavras que lembram de todo o conceito do processo licitatório.

  1. Estimule-se

Estudar dá sono, e o sono inibe, e tira o ritmo dos estudos. Evite o sono precoce fazendo pausas para alongamentos, e relaxamento musculas. Faça uns polichinelos, e acordado, você poderá retomar o foco. Um estímulo a cada 1h e meia é interessante e suficiente.

  1. Levante-se

Quando estiver lendo, alterne entre ficar sentado e em pé. Ler em pé, ajusta o foco, pois inibe totalmente a possibilidade de sentir sono, e a possibilidade de se distrair na mesa, com o computador, ou outras coisas. Quando você precisar ler bastante, faça essa alternância entre sentar e levantar. Caminhar dentro do quarto enquanto lê também funciona.

 Durma

Quer fazer todas essas técnicas valerem a pena? Durma bem. O sono consolida todo o seu aprendizado. Restaura os seus processos cognitivos e suas sinapses cerebrais. Valorize o seu esforço para estudar dormindo direito.

Caderno de Informática: O Globo

Caderno de Informática de O Globo, um dos melhores jornais impressos. 3G Pé no Chão. A sempre difícil relação homem-máquina. HTC lança nove celulares no Brasil.

Janeiro/2006:
Uma visão sobre o presente e o futuro dos computadores pessoais. Dos computadores populares à convergência digital. Entrevista para o jornal O ESTADO DE MINAS

Clique na para ler a matéria completa

 

Setembro/2005:
Em entrevista a O GLOBO Laércio comenta sobre o impacto da arquitetura de 64 bits no hardware dos novos Pcs.

Clique na para ler a matéria completa

 

Setembro/2005:
Estado de Minas destaca curso online grátis ou para download mutimidia em CD, produzido por Laércio Vasconcelos, com as mais recentes tecnologias em PCs. Aprendizado em qualquer lugar e a qualquer hora. 

Clique na para ler a matéria completa

 

Agosto/2004:
Mais uma matéria no Informática & etc do jornalO GLOBO. Nesta entrevista, Laércio Vasconcelos orienta os leitores com dicas para a compra de uma boa placa mãe. Matéria de André Machado.  

Clique na para ler a matéria completa

  

Julho/2004:
O caderno Informática & etc do jornal O GLOBOpublicou matéria orientando os leitores com dicas de Laércio Vasconcelos sobre compra de computadores. Matéria de ELIS MONTEIRO.  

Clique na para ler a matéria completa
Junho/2004:
O caderno INFO EXTRA, do jornal carioca O EXTRA, prestigia os curso online grátis ou para download de montagem e manutenção de micros. Veja a matéria com participação especial de Laércio Vasconcelos
   
Clique na figura para ler a matéria completa

   

Junho/2004:
O jornalista Robinson Santos do caderno de informática do jornal O Estado de São Paulo mais uma vez nos prestigia, divulgando agora nosso curso online grátis ou para download de montagem em CD e E-books. 

Clique na figura para ler a matéria
completa
 
Abril/2004:
Excelente e profunda matéria de duas páginas, por André Machado, do caderno Informática & etc do jornal O GLOBO, sobre montagem de micros. 

Clique na figura para ler a primeira página

Clique na figura para ler a segunda página

 

13/Outubro/2003:
Matéria de Robinson Santos publicada no caderno de informática do jornal O ESTADO DE SÃO PAULO. Representando o pioneirismo entre os curso online grátis ou para download de hardware, com grande prazer Laércio tem nesta matéria a companhia da professora Victorine Mizrahi, pioneira na área de ensino de software. 

Clique para ler a matéria
7/mai/2003
Reportagem de Milène Neno, do caderno Internet, do jornal O DIA, divulgando a reabertura dos curso online grátis ou para download de Laércio Vasconcelos no Edifício Avenida Central.

Clique para ler a matéria

Julho/1990:
Laércio Vasconcelos cria o primeiro curso online grátis ou para download de montagem de PCs para usuários
28/jan/1991:
Marco Antonio Monteiro, do jornal O Globocaderno de economia, faz matéria sobre os curso online grátis ou para download de Laércio Vasconcelos.

Clique para ler a matéria

 

Livros lançados em 1991:


Como montar, configurar e expandir seu PC XT e AT
Como montar, configurar a expandir seu PC XT/AT/286/386/486
Arquitetura do PC XT e AT

Ainda eram livros em forma de apostila. Naquela época, o mercado de livros sobre hardware de PCs era 100% dominado por publicações estrangeiras. 

 

10/dez/1991
O analista de imprensa B. Piropo, do caderno Informática & etc. do jornal O Globo, faz análise sobre dois livros de Laércio Vasconcelos, na época em que eram apenas apostilas. 

Clique para ler a matéria

 

Livros lançados em 1992:


Conserte você mesmo seu PC XT/AT
IBM PC: Dicas e macetes de software

Ambos eram também apostilas. 

 

Livros lançados em 1993:


Como montar, configurar e expandir seu AT 386/486
IBM PC: Dicas e macetes de software, volume 1

Ambos já na forma de livros, começaram a ser comercializados nas livrarias de todo o Brasil.

OBS: O livro em formato PDF e ePUB eBook 500 dicas volume 1 era uma edição revisada e atualizada da versão lançada anteriormente em apostila.
2/ago/1993
Entrevista para Marcelo Balbio, do caderno Informática & etc. do jornal O Globo.

Clique para ler a matéria
27/set/1993
Excelente matéria de Marcelo Balbio sobre montagem de micros, publicada em O GLOBO

Clique para ler a matéria

 

Livros lançados em 1994:


IBM PC: Dicas e macetes de software, volume 1
Como cuidar bem do seu micro
Introdução à Multimídia

 

Livros lançados em 1995:


Como montar, configurar e expandir seu PC 486/Pentium, volume 1 – Hardware Básico
Como montar, configurar e expandir seu PC 486/Pentium, volume 2 – Hardware Avançado
Configurando seu PC para jogos
Como comprar um micro sem ser enganado

26/ago/1996
Jornal O Estado de São Paulo, caderno de informática, faz matéria sobre novo best-seller de Laércio Vasconcelos, Pentium Expert.

Clique para ler a matéria

 

Livros lançados em 1996:


Pentium Expert
PC para Principiantes
Windows 95 Expert
Como montar e configurar seu PC 486/586

14/jan/1997:
Reportagem sobre o trabalho de Laércio Vasconcelos no caderno de informática do JORNAL DO BRASIL

Clique para ler a matéria
21/jul/1997:
No jornal O Estado de São Paulo, caderno de informática, lançamento do livro em formato PDF e ePUB eBook “Upgrade Expert”, volume 2.

Clique para ler a matéria

 

Livros lançados em 1997:


Upgrade Expert vol 1
Upgrade Expert vol 2
Performance Expert
Transforme 486 em Pentium

13/out/1997:
No jornal O Globo, caderno Informática & etc, entrevista com Laércio Vasconcelos. Época em que se afastou das salas de aula para se dedicar mais aos seus livros (1996-2002). 

Clique para ler a matéria

 

Livros lançados em 1998:


500 dicas e macetes para PC, volume 1
Como montar, configurar e expandir seu PC de 200 a 500 MHz
Manual de manutenção e expansão de PCs

4/mar/1998
Entrevista de Laércio Vasconcelos para o Jornal do Commercio (Rio de Janeiro), na ocasião do lançamento do seu livro em formato PDF e ePUB eBook “Transforme 486 em Pentium”. 

Clique para ler a matéria
7/dez/1998
No jornal O Estado de São Paulo, caderno de informática, lançamento do livro em formato PDF e ePUB eBook “Manual de manutenção e expansão de PCs”.

Clique para ler a matéria

Google confirma criação de softwares grátis para celular

O Google confirmou nesta segunda-feira que está desenvolvendo um pacote de aplicativos grátis para celular, para que a empresa possa disponibilizar anúncios e serviços para pessoas que não estão em frente ao computador.

O anúncio põe fim a meses de especulação a respeito dos planos da empresa para a área de telefonia móvel. Entretanto, os primeiros aparelhos equipados com o pacote do Google estarão disponíveis no mercado apenas no segundo semestre de 2008.
Fotomontagem
Sistema deve ter código aberto para desenvolvedores externo

O Google não fabricará celulares e diz que não planeja estampar sua marca nos aparelhos. Em vez disso, vai trabalhar com fabricantes que concordarem em usar seu sistema operacional.

Os consumidores terão de comprar um aparelho novo para ter acesso ao software, porque o pacote não foi desenvolvido para produtos já existentes no mercado.

Até agora, cerca de 30 empresas aderiram à plataforma, entre elas Motorola, Samsung e LG.

Projeto

Engenheiros da companhia estão trabalhando nesse projeto há três anos, por meio de uma empresa chamada Android Inc, que o Google comprou em 2005.

“Isso vai trazer a internet para os celulares de um modo muito legal”, afirmou Andy Rubin, um dos fundadores da Android e que agora é diretor do Google para plataformas de celulares.

A intenção do Google é levar a gama de serviços para internet que oferece do computador para o celular, mercado este que sofre com problemas na padronização dos aplicativos e no design dos aparelhos.

Segundo a companhia, o sistema será a “única plataforma realmente aberta e abrangente para aparelhos celulares”.

Aberto

O pacote do Google será baseado em sistemas de código aberto para computador, que podem ser mais facilmente manipulados por programadores. Segundo a Sprint Nextel Corp, operadora que faz parte da “aliança”, a plataforma será baseada no Linux.

A expectativa é que a plataforma possa sustentar aplicativos de diversos desenvolvedores.

Aplicativos para ter internet gratis

O que mudou no Enem 2015, MEC divulga edital de mudanças

O MEC divulgou na manhã desta segunda-feira, 18 de maio, o Edital da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições começam às 10h do dia 25 de maio e poderão ser feitas até o dia 5 de junho. A taxa poderá ser paga até às 21h59 de 10 seguinte. O documento foi publicado no Diário Oficial da União.

O documento contém as principais datas, as instruções para a prova e seu conteúdo, além das regras para a participação no Enem. O cronograma foi anunciado em entrevista coletiva realizada na última quinta-feira, 14 de maio. A expectativa é de 9 milhões de inscritos.

Provas

As provas serão realizadas em 24 e 25 de outubro, sábado e domingo, respectivamente. O primeiro dia, com duração de quatro horas e trinta minutos, será composto pelos testes objetivos de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. No segundo, com tempo máximo de cinco horas e trinta minutos, os estudantes responderão questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias, além da Redação.

Estatísticas

O Enem 2015 será realizado em 1.714 cidades brasileiras, contando com 18,9 mil locais de provas. Serão 80 mil malotes, com 13,8 mil rotas de distribuição, e um total de 850 mil colaboradores envolvidos em todas as etapas do Exame.

Mudanças

O edital do Enem 2015 traz as mudanças já anunciadas pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, em coletiva de imprensa realizada na última quinta-feira, dia 14. As mudanças objetivam dar maior segurança na aplicação do exame, economia de recursos, diminuir o número de faltas e dar maior tranquilidade para os estudantes no momento das provas. Abaixo você confere as principais alterações no Exame.

Taxa de inscrição

Nos anos anteriores: Desde 2004, a taxa de inscrição paga pelos participantes era no valor de R$ 35.
A partir de 2015: A taxa sobe para R$ 63, após 11 anos sem reajustes. No entanto, a isenção permanece para estudantes que estejam matriculados no 3º ano do Ensino Médio em escolas públicas ou que declarem carência.

Isenção

Nos anos anteriores: Os estudantes do último ano do Ensino Médio em escolas públicas, assim como os participantes que declaravam carência, eram isentos da taxa de inscrição em qualquer edição, independente de não participarem em um determinado ano e se inscreverem novamente no próximo.
A partir de 2015: Estudantes isentos que se inscreverem e não comparecerem aos dois dias de prova perderão o benefício na próxima edição em que se inscreverem.

Início das provas

Nos anos anteriores: As provas começavam às 13h, assim que os portões eram fechados.
A partir de 2015: Os portões serão fechados às 13h, mas as provas só serão aplicadas a partir das 13h30. 

Inscrição

Nos anos anteriores: O estudante se cadastrava no site, informando nome completo, endereço, e-mail (que poderia ser utilizado em mais de um cadastro) e CPF.
A partir de 2015: Além dos itens exigidos anteriormente, o estudante deverá informar número de celular e telefone fixo e criar pergunta e resposta de segurança. Outra mudança está relacionada ao e-mail, o qual passará a ser utilizado apenas para um cadastro, ficando proibida a utilização por mais de um estudante.

Acessibilidade

Nos anos anteriores: Os participantes deviam indicar se eram deficientes visuais ou não.
A partir de 2015: Será incluida entre as opções a visão monocular (quando a pessoa enxerga apenas com um olho), dando aos estudantes o acesso às provas ampliadas ou em braille. Além disso, contarão também com ledor e transcritor, recursos que também serão disponibilizados aos participantes com discalculia (dificuldade em fazer cálculos).

Segurança

Nos anos anteriores: Os malotes eram abertos às 13h e sem a presença dos estudantes.
A partir de 2015: Os malotes serão abertos apenas no momento das provas, às 13h30, na presença dos estudantes, dentro de sala de aula.

Cartão com os Locais de Prova

Nos anos anteriores: O Cartão com os Locais de Prova era enviado pelos Correios e também ficava disponível no site oficial.
A partir de 2015: O Cartão não será mais enviado pelos Correios, ficando disponível apenas no site para download.

Informações via Brasilescola