Alcatel Idol 4 Pro

A Alcatel iniciou nesta semana a pré-venda do seu novo smartphone Idol 4 Pro na Europa, que roda o sistema Windows 10 Mobile, aposta não muito bem-sucedida da Microsoft no segmento móvel.

O anúncio chama a atenção porque acontece logo após a Microsoft encerrar o suporte oficial para o Windows Phone 8.1, versão anterior do sistema móvel da companhia de Redmond, o que foi visto como mais um sinal de uma possível morte da plataforma Windows Phone em breve.

O novo Idol Pro 4 é basicamente uma versão melhorada de outro aparelho da Alcatel, o Idol 4S, que foi lançado no ano passado. As suas especificações incluem tela AMOLED de 5,5 polegadas, processador Snapdragon 820, 4GB de RAM e 64GB de armazenamento.

No entanto, chama a atenção o preço sugerido de 420 euros (cerca de 550 dólares), um valor relativamente alto, ainda mais para um aparelho que roda um sistema com participação muito pequena, quase nula, no mercado móvel, em comparação com os líderes Android e iOS.

Saiba como ativar e usar o visualizador de fotos antigo no Windows 10

Windows 10 trouxe um novo aplicativo de fotos que, por padrão, é usado tanto para organizar a biblioteca de mídia do usuário quanto para a visualização de imagens abertas pelo Windows Explorer. Como o aplicativo traz vários recursos, ficou mais pesado e pode demorar para abrir, especialmente nos computadores mais antigos.

Se você deseja uma ferramenta mais leve e rápida, confira o tutorial a seguir e aprenda a ativar e usar o antigo visualizador de fotos do Windows 7 como aplicativo padrão. O software vai exibir os formatos de imagens na última versão do sistema operacional da Microsoft.

1. Pressione o comando “Windows + R” para abrir o “Executar” e entre com o comando “regedit.exe” (sem as aspas);

2. Uma mensagem de confirmação do UAC será aberta. Nela, clique em “Sim” para continuar;

3. Agora, na lateral esquerda da janela do editor de registro, navegue até “HKEY_CURRENT_USER \ Software \ Classes \ .jpg”. À esquerda, dê um duplo clique sobre “(Padrão)” e entre com o valor “PhotoViewer.FileAssoc.Tiff” (sem as aspas);

4. Repita o procedimento acima, do terceiro passo, nas seguintes chaves:

  • HKEY_CURRENT_USER\Software\Classes\.jpeg
  • HKEY_CURRENT_USER\Software\Classes\.gif
  • HKEY_CURRENT_USER\Software\Classes\.png
  • HKEY_CURRENT_USER\Software\Classes\.bmp
  • HKEY_CURRENT_USER\Software\Classes\.tiff
  • HKEY_CURRENT_USER\Software\Classes\.ico

5. Após fazer as alterações no registro, feche o editor e abra as configurações do Windows 10. Por lá, clique em “Apps”;

6. Por fim, em “Aplicativos padrão”, clique em “Fotos” e escolha o “Visualizador de Fotos do Windows”.

Dessa forma, visualizador de fotos antigo do Windows 7 será executado sempre que você abrir uma foto.

Aprenda como usar a Cortana como assistente pessoal padrão no celular Android

Cortana pode ser manuseada como assistente pessoal padrão no Android. Ao reprogramar o botão Home, o software da Microsoft assume o lugar do Google Now ou do Google Assistente no dispositivo, criando um atalho em qualquer tela para acessar lembretes, compromissos e comando de voz. A alternativa é útil para quem usa Windows 10 no PC e quer sincronizar suas informações no smartphone.

O passo a passo a seguir requer a instalação e configuração prévia do app da Cortana no celular. O procedimento abaixo é válido para smartphones rodando o Android 6.0 Marshmallow ou superior.

1. Acesse as configurações do Android e vá até a opção “Aplicativos”. Em seguida, toque no ícone de engrenagem na parte superior.

2. No item “Assistência e entrada por voz”, toque em “App de assistência”.

3. Veja que o Google está definido como padrão, mas você pode selecionar a Cortana. Vai abrir uma janela que começa com a mensagem “Tornar Cortana seu assistente?” Confirme a mudança tocando em “Concordo”.

4. A partir de agora, ao manter o botão de início do seu celular pressionado, o Android abrirá a Cortana no lugar do Google.

A dica é importante para quem usa Windows 10 porque permite usar o mesmo assistente no PC e no celular. Ao inserir um lembrete, nota ou compromisso no computador, o mesmo conteúdo aparece na Cortana para Android com um atalho no Home.

Aplicativos para celular Microsoft

Como baixar pés 2017 para windows phone

Saiba como desativar a assinatura de driver no Windows 7

O Windows conta com uma proteção que impede a instalação de novos drivers que não são assinados digitalmente. Por esse motivo, o usuário pode ser impedido de instalar um driver e não conseguir usar o hardware no PC. Esse problema acontece especialmente com aparelhos que usam driver antigo, de quando o sistema operacional da Microsoft não tinha a proteção.

Se esse é o seu caso, confira as dicas e aprenda a desativar a imposição de assinatura de driver no Windows 7 de forma temporária ou definitiva. Fazendo isso, você conseguirá instalar qualquer driver sem problemas.

1. No menu Iniciar, localize o “Prompt de Comando” e clique com o botão direito do mouse sobre ele. Em seguida, no menu de contexto, clique em “Executar como administrador”;

2. Agora, clique em “Sim” para confirmar e abrir a janela do “Prompt de Comando”;

3. Por fim, basta digitar o comando a seguir e pressionar “Enter”;

bcdedit /set loadoptions DDISABLE_INTEGRITY_CHECKS

4. Outra forma de desativar a assinatura de driver é reiniciar o computador e pressionar a tecla F8. Nas opções de inicialização do Windows 7, escolha “Disable Driver Signature Enforcement” (desativar a imposição de assinatura de driver, em português).

Com essas dicas, você poderá desativar a assinatura de driver no Windows 7 e instalar hardwares antigos.

Aprenda a criar alertas para e-mails importantes no Outlook

O Outlook 2016 conta com recurso lembrete, para que você não esqueça de responder mensagens importantes ou acompanhar uma discussão. O aplicativo do Office 2016 e 365 permite, ainda, que o usuário defina qual o tipo de ação deseja realizar naquela mensagem. Confira, neste tutorial, como criar alertas para e-mails no programa da Microsoft.

Vale lembrar, porém, que o passo a passo a seguir não funciona nas contas que utilizam IMAP, como o Gmail, mas é possível contornar isso através de uma “gambiarra”. Caso esse seja o seu caso, pule para a segunda parte deste tutorial.

1. Selecione a mensagem que você deseja criar lembrete e, na guia Página Inicial dos menus, clique em “acompanhamentos”;

2. Clique na opção “Adicionar lembrete”;

Caso queira um atalho mais rápido, basta clicar na mensagem com o botão direito do mouse, posicionar o ponteiro na opção “Acompanhamento” e selecionar “Adicionar lembrete”;

3. Uma caixa aparecerá. Na opção “Sinalizar Como”, selecione a ação que você deseja tomar naquele e-mail;

4. Para criar um alarme, marque a caixa Lembrete. Em seguida, defina a hora e data no campos abaixo;

5. Caso queira personalizar o som do seu alerta, toque sobre o ícone de alto falante e procure pelo sinal sonoro da sua preferência. Quando tiver configurado tudo, toque em “OK”;

6. Observe que, quando o alarme for configurado, a sua mensagem ganhará um sinalizador e também um sino;

7. Quando o alarme despertar, uma pequena janela de alertas aparecerá na área de trabalho e ícone do Outlook piscará;

Pronto! Agora você já sabe como configurar alertas no Outlook 2016 no seu computador.

Como criar alertas no Gmail e em contas IMAP

1. Certifique-se que o painel de pastas está aberto. Caso contrário, ative o painel na guia “Exibir”.

2. Observe se o ícone de tarefas está presente na parte inferior do painel de pastas. Caso não, clique nas reticências e selecione “Opções de navegação”. Mova a opção “Tarefas” para uma das três primeiras posições;

3. Clique com o botão direito e arraste o e-mail até o ícone de tarefas;

4. Um menu aparecerá. Selecione “Copiar aqui como tarefa com anexo”;

5. Uma nova janela será aberta com o e-mail anexado. Se quiser, crie um nome para o lembrete no campo Assunto. Em seguida, toque sobre o botão “Acompanhamento” e selecione “Adicionar lembrete”;

6. Configure o alerta, marcando a caixa lembrete e definindo hora e data para o alarme. Ao fim, clique em OK;

7. De volta à janela da tarefa, clique em “Salvar e fechar”;

Pronto! Quando a hora definida chegar, o Outlook exibirá uma pequena janela para o lembrete do seu e-mail IMAP.

Windows 10 Update Assistant Tool: saiba como usá-lo

Microsoft oferece as atualizações do Windows por meio do Windows Update. Normalmente, basta aguardar, pois o sistema baixa e faz as atualizações quando possível automaticamente. Mas, caso isso não funcione no seu computador, e você esteja com pressa para experimentar a mais recente versão do sistema , é possível agilizar o processo usando o Windows 10 Update Assistant Tool. Caso você não tenha utilizado a ferramenta ainda, veja nesse tutorial como configurá-la para atualizar o sistema.

1. Acesse o site da Microsoft e baixe o Assistente de Atualização do Windows 10. Depois, acesse a pasta onde o arquivo foi salvo e dê dois clique para executá-lo. Autorize a execução do Assistente de Atualização do Windows 10 informando as credencias do administrador ou clicando no botão “Sim”;

2. Na primeira tela do programa, clique no botão “Atualizar agora” para que ele faça uma verificação do seu PC;

3. Se o seu computador receber “OK” em todos os itens, clique no botão “Avançar”, e aguarde até que o Assistente baixe e instale o Windows 10;

4. Quando o assistente finalizar, clique no botão “Sair” e reinicie o sistema.

Após inciciar o sistema novamente, ele já estará atualizado e pronto para usar a nova ferramenta.

Como ativar o recurso brilho adaptável no Windows 10 passo a passo

O Windows 10 conta com o recurso de brilho adaptável, função que ajusta o brilho do monitor de acordo com a luz ambiente. Ou seja, se houver pouca luz ao seu redor, o sistema irá reduzir o brilho ou aumentá-lo. Controlar o nível de brilho e contraste nos monitores é um recurso importante para conseguir a melhor imagem e evitar fadiga ocular. Por padrão, o sistema operacional da Microsoft não vem com o recurso brilho adaptado ativado. Confira, no tutorial abaixo, como ativar.

1. Acesse as configurações de energia do Windows. Para isso, pressione simultaneamente as teclas ”Windows + R”. Na janela que aparecerá, digite “powercfg.cpl” (sem as aspas) e tecle ”Enter”;

2. Em “Opções de Energia”, toque no item “Alterar configurações do plano” que fica ao lado do plano atualmente em uso;

3. Em “Editar Configurações do Plano”, clique em “Alterar configurações de energia avançadas”;

4. Na janela que será exibida, localize o item “Vídeo” e clique no sinal de adição que fica ao lado dele. Abaixo, faça o mesmo com o item “Habilitar brilho adaptável”;

5. Para ativar o brilho adaptável, basta clicar na seta ao lado dos itens “Na bateria:” e “Na tomada:”, e mudar a opção delas de “Desligado” para “Ativado”.

Pronto! Agora, deixe que o Windows cuide do brilho da tela para você.

Dicas para evitar o aquecimento do console Xbox One

O Xbox One é o console de jogos da Microsoft, lançado no final de 2013. Além dos títulos exclusivos e novidades no seu sistema operacional, o videogame da atual geração também é mais potente, o que exige mais do sistema de resfriamento para evitar que o console aqueça e cause problemas maiores.

Apesar de ser bem preparado para se manter em temperatura estável, o Xbox One requer alguns cuidados de seus donos para que não termine mais quente do que o normal, o que pode causar danos em suas peças. Confira dicas para evitar o aquecimento do Xbox One.

Evite estantes ou prateleiras fechadas

Uma das escolhas mais importantes para garantir que o seu Xbox One não esquente muito é o local onde ele será posicionado. Evite estantes ou prateleiras muito apertadas, com laterais e fundo fechados.

Isso fará com que o local fique mais quente, e evitará a circulação de ar adequada para o resfriamento do Xbox One. Opte por locais com bom espaço e nenhum tipo de objeto posicionado ao lado ou acima do console.

Mantenha as saídas de ar livres

Mais do que simples detalhes do design do Xbox One, as saídas de ar posicionadas na parte superior e lateral do console ajudam os coolers internos e “expulsam” o ar quente de dentro do aparelho.

Não é raro ver usuários que cobrem o console com toalhas ou panos para evitar a poeira, e terminam usando o aparelho sem retirar esses objetos. Sempre que for jogar, retire tudo de cima do Xbox, especialmente da lateral direita.

Fique de olho no cooler da fonte

No primeiro modelo do Xbox One, a fonte externa também conta com um pequeno cooler, que evita que a peça fique muito quente depois de longos períodos de uso. Muitos jogadores não sabem da existência desse dispositivo, e terminam colocando a fonte em lugares muito fechados e sem ventilação.

Sempre que instalar o seu Xbox One em algum lugar, procure um espaço livre de fios e muitos objetos para posicionar a sua fonte na horizontal. Assim será mais fácil evitar problemas de resfriamento.

Mantenha o seu aparelho limpo

A poeira é um dos grandes vilões dos aparelhos eletrônicos. Além de deixar seu console mais feio, o pó também pode obstruir completamente as saídas de ar, dificultando a circulação da ventilação.

Não se esqueça de limpar o Xbox One de tempos em tempos para evitar esse problema. Caso encontre dificuldade em retirar a poeira, algumas lojas especializadas contam com serviços de limpeza profissional.

Desligue o console enquanto não estiver usando

Assim como em diversos outros eletrônicos, períodos de tempo muito longos ligado podem aumentar significativamente a temperatura do Xbox One, e até mesmo causar problemas a longo prazo.

Isso não significa que você deve jogar menos no seu console, mas sim que deve evitar que o aparelho fique ligado sem uso por muito tempo. Terminou de jogar? Desligue o Xbox One.

No Xbox One S, use o suporte vertical

O novo modelo do Xbox One trouxe algumas mudanças, incluindo uma fonte interna, que torna a instalação mais simples e compacta. Diferentemente do modelo original do XOne, o S também pode ser posicionado na vertical.

Mas antes de colocar o seu novo console na vertical, lembre-se de que, para isso, é preciso usar um suporte especial. Caso esse suporte não for usado, uma das saídas de ar será completamente encoberta, o que pode levar o aparelho ao superaquecimento.

Windows 10 – Saiba como comprimir arquivos e economizar espaço no HD

O Windows 10 conta com um recurso que permite compactar todos os arquivos das partições para economizar espaço no HD. A função, que vem desativada por padrão, é útil para quem precisa liberar espaço no disco rígido e não gostaria de apagar os seus arquivos pessoais.

Confira a dica e aprenda a ativar a compactação de arquivos em partições do PC. Vale lembrar que o recurso é exclusivo das unidades formatadas em NTFS, que é o padrão do sistema da Microsoft. Por isso, é provável que as partições do seu computador já estejam neste formato.

1. Abra o Windows Explorer e acesse a pasta “Este Computador”. Em seguida, clique com o botão direito do mouse sobre a partição que você quer compactar e clique em “Propriedades”;

2. Na guia “Geral”, ative a opção “Compactar este disco para economizar espaço” e pressione “OK”;

3. Mantenha a opção “Aplicar as alterações à unidade, subpastas e arquivos” e pressione “OK”;

4. Por fim, será necessário fornecer permissão de administrador para aplicar as alterações. Para isso, basta clicar em “Continuar” e, caso necessário, digitar a senha da conta de administrador do PC;

5. Aguarde até que os arquivos sejam compactados. Por se tratar de uma unidade inteira, pode ser que o processo demore algumas horas, dependendo da quantidade de pastas e arquivos armazenados.

Pronto! Com esta dica simples, você poderá ativar a compactação de arquivos em partições do Windows 10 e economizar espaço em seu HD.

Saiba como colocar gráficos na sua planilha do Excel para Android

Microsoft Excel para celular Android também pode criar gráficos a partir de dados em planilhas. Com eles, é possível deixar a interpretação das informações na tabela mais fácil e promover uma melhor comparação dos números e estatísticas. Assim como a versão para PC, o aplicativo do Office traz uma variedade de designs como colunas, linhas, pizza, barras, entre outros.

Se você quer aprender como trabalhar com gráficos no seu celular, confira o passo a passo neste tutorial do LinkDicas.

1. Com a planilha aberta no Excel, comece a selecionar os dados que deseja usar no gráfico, incluindo os rótulos. Para fazer isso, toque nos círculos nas extremidades da célula selecionada.

2. Com os dados selecionados, toque no botão “Exibir comandos”, que é representado por um “A” na barra superior da tela.

3. Toque no botão “Página inicial” e selecione a opção “Inserir”.

4. Role as opções e selecione “Gráfico”.

5. O Excel mostrará as categorias de gráficos disponíveis para que o usuário selecione. Cada uma delas tende a funcionar melhor com o tipo de comparação de números buscada.

6. Ao selecionar uma categoria, o Excel mostrará miniaturas dos diferentes estilos de gráficos disponíveis. Selecione aquele que funcionará melhor para o seu trabalho.

7. O gráfico será inserido automaticamente sobre a tabela. Toque e arraste-o para o local desejado.

Agora você já sabe como inserir gráficos no Excel para Android. Veja a seguir como editar os seus gráficos para torná-los ainda melhor.

Como editar os gráficos

1. Selecione o gráfico e observe que atalhos aparecerão na parte inferior da tela. Toque na seta no canto direito para ver detalhes.

2. O Excel permitirá a edição de diferente aspectos do gráfico, como o tipo, o layout, elementos e cores. Clique em cada categoria para revelar subcategorias para a edição.

3. Caso faça uma mudança e se arrependa, é possível voltar atrás ao tocar no botão “desfazer” na barra acima dos comandos.

4. Se quiser editar o título, dê um zoom no gráfico e toque no elemento.

5. Para editar a fonte dos dados, toque no gráfico e observe que uma seleção aparecerá na tabela. Arraste para adicionar ou excluir informações.

Agora você já sabe como editar seus gráficos no Excel para Android.

Como deixar meu microsoft estilo android