Waze: Aprenda a adicionar uma parada em posto de gasolina ou restaurante

O app Waze conta com o recurso de adicionar parada para ajudar o usuário a organizar melhor suas viagens. Com a função, ainda desconhecida de parte do público, é possível encontrar um restaurante ou posto de gasolina que não saia da sua rota e, depois desta pausa, continuar seguindo o trajeto normalmente, até o ponto final do caminho.

Vale ressaltar que só é possível adicionar uma parada na rota. Logo, é preciso escolher bem o local para não ter que refazer seu percurso durante uma viagem. No tutorial abaixo, você aprende como realizar o procedimento no seu celular. Os passos foram feitos no iPhone (iOS), mas também funcionam em celulares com Android.

1. Abra o Waze e toque no ícone de lupa (no canto inferior esquerdo da tela). Em seguida, toque na barra de pesquisa abaixo de seu nome de usuário.

2. Digite o endereço que será o ponto final da rota e toque no resultado de busca correspondente. Na janela seguinte, toque em “Ir agora” para iniciar a rota no aplicativo.

3. Toque no ícone de seta azul no canto inferior direito da tela. Em seguida, selecione a opção “Adicionar parada”.

4. Note que a tela para adicionar uma parada sugere alguns locais, entre eles restaurantes e postos de gasolina. Toque sobre o ícone de bomba de gasolina para buscar postos no caminho da rota que você configurou. Para continuar, toque sobre o posto de gasolina ou restaurante (caso seja essa sua busca) que deseja parar.

5. Na tela atual, toque no botão “Ir” e confirme a ação clicando em “Ir agora”.

Você será levado primeiro a parada que configurou e, em seguida, o Waze continuará a rota até o ponto de destino.

Saiba como transmitir fotos, vídeos e músicas do celular para Smart TVs Samsung

Samsung possui um aplicativo para Android e iOS que permite ao usuário transmitir fotos, vídeos e músicas do celular para Smart TVs da marca. O recurso é interessante para quem quer exibir as fotos e vídeos de uma viagem para outras pessoas em uma tela grande ou reproduzir músicas no som da TV durante uma festa, por exemplo.

Confira nosso tutorial e saiba como instalar e usar o app Smart View para transmitir fotos, vídeos e músicas do celular para uma smart TV da Samsung. As imagens foram feitas em um iPhone, mas as dicas também valem para aparelhos com o sistema do Google.

1. Abra a loja de apps do seu celular e procure pelo “Samsung Smart View”. Agora, instale e abra o aplicativo;

2. Em sua smart TV, uma solicitação de acesso será exibida. Pressione ‘Perm.’ para permitir que o seu celular se conecte à sua TV. Caso isso não aconteça, certifique-se de que ambos os dispositivos estejam conectados à mesma rede Wi-Fi;

3. Na primeira vez que o app for iniciado, ele pedirá permissão para acessar as suas fotos e músicas, que podem ser exibidas na TV. Toque em ‘OK’ para permitir;

4. Em seguida, o aplicativo pedirá permissão para exibir notificações. Após realizar a configuração inicial do app, basta tocar sobre a foto ou vídeo que você quer visualizar na TV;

5. Para reproduzir uma música, acesse a aba ‘A Minha Música’ e toque sobre a música desejada. Ela imediatamente começará a ser executada no player da TV.

Pronto! Com essas dicas, você poderá usar o app Smart View para exibir vídeos e fotos e reproduzir músicas do celular em sua smart TV da Samsung.

Saiba como usar o bloqueio dinâmico do Windows 10 para proteger seu PC

O Creators Update do Windows 10 adicionou uma nova forma de manter o seu computador protegido. Trata-se do bloqueio dinâmico, que utiliza o pareamento via Bluetooth com um celular para determinar quando o usuário está perto ou não da máquina. Assim, não é mais preciso ter que se preocupar em bloquear o PC com senha toda vez que sai de casa ou do trabalho. Confira neste tutorial do TopNovas como ativar o Dynamic Lock e proteja seu computador.

Como o bloqueio dinâmico funciona? E o que é preciso?

Para usar o Dynamic Lock no Windows 10, o usuário precisa de um PC com conectividade Bluetooth e um celular com Android, iOS ou Windows Mobile. Feito isso, é necessário parear os dispositivos, conforme mostraremos a seguir, e mantê-los conectados constantemente. Enquanto o smartphone estiver por perto, o sistema manterá o computador desbloqueado.

Quando celular e PC perdem a conexão, o bloqueio dinâmico entra em ação, “trancando” o sistema operacional e exigindo a senha (se ativada) para o uso. Antes de ativar o recurso, contudo, o usuário deve levar em consideração o campo de alcance da conexão Bluetooth, que normalmente é de até 10 metros.

Como usar o bloqueio dinâmico

Etapa 1. Pareando o PC e o celular

1. Abra as configurações do Windows e clique em “Dispositivos”;

2. Na guia “Bluetooth e outros dispositivos”, clique na chave para ativar o Bluetooth;

3. Clique em “Adicionar Bluetooth ou outro dispositivo”. Nesse momento, confira se o Bluetooth do celular está ativado e visível;

4. Clique na opção “Bluetooth” na janela que se abre;

5. O Windows começará a procurar pelos dispositivos próximos e exibirá uma lista. Clique no seu celular;

6. Durante o pareamento, tanto o PC como o celular mostrarão um código, que deverá ser o mesmo em ambos. Caso esteja tudo certo, confirme;

7. Caso esteja tudo certo, o Windows confirmará a conexão. Clique em ”Concluído”;

Dica. Após parear o seu celular com o PC, é possível ligar o Bluetooth e fazer a conexão a partir da central de ação do Windows. Basta acessar na barra de tarefas ou usar o atalho “Tecla Windows + A”

Etapa 2. Ativando o bloqueio dinâmico

1. Volte à página inicial das configurações do Windows e clique em “Contas”;

2. Selecione a guia “Opções de entrada”;

3. Role a tela e marque a opção “Bloqueio Dinâmico”;

Pronto! Agora o seu computador será bloqueado sempre que você sair do campo de alcance do Bluetooth.

Como usar o bloqueio dinâmico no windows 10

Saiba como arquivar ou deletar notas no Google Keep

gkO Google Keep foi projetado para fazer anotações de recados e informações importantes no Android e iPhone (iOS), mas o aplicativo pode ficar cheio com o tempo. Por isso, é recomendável arquivar ou deletar notas antigas para se organizar melhor e manter apenas o que for essencial ao seu alcance. Se você está precisando de uma “faxina” no app, confira neste tutorial as diferentes formas de fazer isso.

Como o Google Keep utiliza a mesma interface e organização no Android e no iOS, utilizaremos apenas o sistema do Google neste tutorial. No entanto, o passo a passo foi testado em ambas as plataformas.

Arquivando uma nota

Ao arquivar uma nota no Google Keep, o usuário faz com que o aplicativo apenas oculte essa anotação sem deletá-la. Essa ação é indicada para os conteúdos que o usuário não precisa no momento, mas pode querer consultar posteriormente. Veja, a seguir, como arquivar uma nota:

A partir da tela inicial (várias notas)

Toque longamente sobre uma ou mais notas para selecioná-las. Em seguida, toque nas reticências do topo da tela e escolha a opção “Arquivar”.

Dentro da nota

Após abrir a nota que deseja ocultar, toque no ícone com uma caixa e uma seta para baixo, na barra superior. O Google Keep fechará e arquivará a anotação.

Dica: Para acessar as suas notas arquivadas, basta tocar no botão sanduíche e escolher a opção “Arquivo” no menu. Nesta tela, o usuário poderá desarquivar o conteúdo ou excluí-lo.

“Excluindo uma nota”

Caso o usuário não queira mais guardar uma nota no Google Keep, a melhor solução é excluí-la. Assim, é possível garantir que informações mais sigilosas não ficarão sincronizadas ou, simplesmente, ficar livre de um conteúdo desnecessário.

Excluir a partir da tela inicial

Selecione a nota desejada com um toque longo e clique nas reticências. Em seguida, escolha a opção “Excluir” no menu. A nota será movida para a lixeira e ficará lá por sete dias, antes de ser apagada.

Excluir dentro da nota

Com a nota aberta, toque nas reticências no botão com reticências na parte inferior direita da tela. Em seguida, escolha a opção “Excluir” para mandá-la para a lixeira.

Como recuperar ou apagar definitivamente

Para abrir a lixeira, toque no botão sanduíche e escolha a opção correspondente no menu. Selecione o conteúdo e toque no botão de relógio para restaurar ou nas reticências para excluir definitivamente antes do prazo de sete dias.

Agora você já sabe como se livrar das suas notas antigas no Google Keep para Android e iPhone (iOS).

Pokémon Go: Entenda como funcionam e para que servem os itens

Pokémon Go coloca os jogadores para capturar monstrinhos no mundo real, mas o game de realidade aumentada para iPhone (iOS) e Android tem funções que podem ajudar os treinadores, como os itens. Eles funcionam de forma diferenciada e nem sempre é possível adquiri-los de graça. Conheça cada um dos disponíveis inicialmente e como funcionam:

PokéBola:

pbA PokéBola vermelha e branca está disponível desde o início do game e o treinador começa com uma boa quantidade delas. Elas servem para capturar Pokémon pelo cenário, e precisam ser repostas caso acabem – mas não se preocupe, é fácil conseguir mais.

As PokéBolas podem ser obtidas em PokéStops ou compradas com dinheiro real por meio das moedas virtuais adquiridas previamente. Com o tempo, quanto maior o nível do treinador, ele pode conseguir bolas melhores, como a UltraBola e a MasterBola.

 

Câmera:

caA câmera é um item “automático” e “infinito” do game. Ele é fixo e todo treinador tem um. Pode ser usado durante a captura dos Pokémon – basta pressionar o botão de câmera que aparece no modo de realidade aumentada e registrar uma foto no ambiente.

A câmera não tem uso limitado, não pode ser melhorada e nem obtida em PokéStops ou loja. Ela é totalmente fixa de cada treinador.

Lucky Egg:

luO Lucky Egg é um ovo diferente do padrão encontrado no game. Quando utilizado, ele dobra a experiência recebida do treinador durante 30 minutos, seja capturando Pokémon, passando por PokéStops ou dominando ginásios.

O Lucky Egg é um pouco mais raro de conseguir em PokéStops, mas pode ser comprado normalmente na loja.

Lure Module:

lurUm dos itens mais importantes do jogo, o Lure Module funciona de forma similar ao Incenso, mas só pode ser usado em PokéStops e serve para qualquer treinador que estiver próximo. Desta forma, ele atrai Pokémon durante 30 minutos para perto do PokéStop onde foi ativado.

Por ser muito útil para todos, ele é bem raro de se obter em PokéStops, mas pode ser comprado com moedas.

Egg Incubator:

eggO Egg Incubator serve para chocar ovos de Pokémon, da mesma forma que o padrão que já começa com o jogador. Porém, cada Incubator serve apenas para um ovo: comprando mais, temos a chance de incubar vários ovos por vez.

o Egg Incubator não aparece em PokéStops, mas pode ser comprado com moedas premium, por um preço bem salgado.

Bag Upgrade:

bagO Bag Upgrade é mais ou menos o que o nome em inglês define: uma melhoria para a mochila do jogador. Ela permite que o máximo de itens carregados com o treinador aumente em mais 50 do número inicial.

O Bag Upgrade só pode ser comprado, e não recebido em PokéStops.

Incenso:

inO incenso pode ser utilizado para atrair mais Pokémon para perto do treinador. Quando ativado, ele dura apenas 30 minutos, mesmo quando o jogador desliga o game no celular.

Assim como outros itens, os incensos também podem ser obtidos na loja online ou em PokéStops, de graça, mas de forma diferente.

Pokémon Storage Upgrade:

stoSimilar ao Bag Upgrade, o Pokémon Storage Upgrade aumenta em 50 o número máximo de Pokémon que podem ser salvos no computador do professor. A melhoria pode aumentar, conforme for comprada mais vezes.

Assim como no Bag Upgrade, este aqui não pode ser obtido em PokéStops, apenas na loja online com dinheiro real e moedas.

Itens medicinais:

medAssim como nos jogos tradicionais da série, Potion e Revive são itens medicinais para os Pokémon. A Potion restaura 20 pontos de vida de um Pokémon, enquanto o Revive recupera um monstrinho morto.

Os dois itens são obtidos em PokéStops, e não na loja online do game.

 

YouTube Kids: App já está disponível no Brasil

yk2Após quase um ano e meio do lançamento do YouTube Kids nos Estados Unidos, o aplicativo chegou ao Brasil. Disponível para Android e iOS, a ferramenta gratuita é simples de usar e permite que os pais gerenciem o acesso dos filhos.

A versão mais segura do YouTube classifica os vídeos em quatro categorias: Séries, Música, Aprender e Explorar. Esses vídeos são selecionados pelo app usando uma combinação de sistemas automatizados e de análise humana e são classificados com base nos termos pesquisados e nos vídeos assistidos.

Segurança:

Na busca por criar um espaço seguro, onde as crianças podem explorar a imaginação e a curiosidade, o YouTube Kids possibilita que os pais restrinjam a experiência dos seus filhos a um conjunto limitado de vídeos, desativando a pesquisa. Assim, as crianças não podem procurar um novo conteúdo, apenas assistir aos vídeos na tela inicial, que incluem alguns selecionados e recomendados, com base no que sjá foi visto. Essa alternativa reduz a chance de conteúdos impróprios.

Como o YouTube Kids usa filtros criados por algoritmos para selecionar vídeos do YouTube, pode acontecer de os pais encontrarem conteúdos que não consideram adequados para seus filhos. Se isso acontecer, é possível denunciar o vídeo e uma equipe da empresa decidirá se tira o conteúdo do ar ou não.

Anúncios e limite de tempo:

Como acontece no YouTube, a versão infantil também contém anúncios pagos. Ao selecionar um vídeo no app, aparecerá primeiro uma mensagem animada indicando que haverá um anúncio e depois a propaganda propriamente dita. De acordo com o Google, todos os anúncios são avaliados rigorosamente e excluem certas categorias, como a de alimentos e bebidas, por exemplo. Além disso, os anúncios pagos não incluirão cliques para websites ou lojas online.

Outro recurso que deixa o YouTube mais amigável para as crianças é o limite de tempo. Os pais podem gerenciar quantos minutos seus filhos podem dedicar ao aplicativo: de 1 a 120.

Para todas as idades:

Ao abrir o YouTube Kids pela primeira vez, os pais poderão escolher entre três opções de público: pré-escolar, escolar ou todas as crianças. Esta seleção delimitará o tipo de conteúdo disponibilizado. Porém, vídeos direcionados para um público diferente do escolhido, continuarão disponíveis na pesquisa.

Prova de que os pequenos também podem fazer bom uso da ferramenta é a opção de busca por voz, que possibilita que a criança encontre o que procura mesmo que ainda não saiba escrever.

Google Maps Android e iOS recebem destinos múltiplos

mapsO útil Google Maps, para Android e iOS, já começou a receber a funcionalidade de rotas para destinos múltiplos, que permite criar verdadeiros percursos entre diversos pontos, à semelhança do que já acontece na versão web.

Em primeiro lugar será necessário actualizar o seu Google Maps para a versão 9.31, mas ainda será necessário que o servidor Google passe a implementar a opção.

Isto significa que podemos não conseguir criar rotas para múltiplos destinos, dependendo do país em que estamos. Onde a possibilidade estiver desde já disponível, basta ir pressionando o ícone + para acrescentar destinos.

Não é a única mudança a ser implementada na mais recente versão do Google Maps. Os anúncios pagos também passarão a fazer parte integrante dos resultados de buscas na aplicação.

Google -Empresa quer que o Android fique mais parecido com o iOS

aiO Google atualizou nesta semana os parâmetros do Material Design, o conceito estético que rege a maioria dos aplicativos disponíveis para as versões mais recentes do Android. Entre as novidades está a sugestão para que desenvolvedores incluam uma barra na parte inferior dos seus apps com botões que levem às principais seções do programa, como é comum em apps para iPhone e iPad.

Antes da atualização, o Google orientava os desenvolvedores que colocassem todas as seções disponíveis ao usuário em um ícone “sanduíche”: três linhas horizontais ou três ponto no canto superior da tela, onde o usuário poderia tocar e ter acesso a um menu com as opções. Em certos casos, o Material Design sugeria que essas seções fossem agrupadas em abas na parte superior.

Veja o app do Facebook, por exemplo. Abaixo, à direita, está a atual versão para Android; e, à esquerda, a versão para iOS. Com a mudança nos parâmetros do Material Design, é possível que o aplicativo no sistema do Google fique mais parecido com o do sistema da Apple.

Com a mudança, o Material Design passa a seguir um dos princípios do design que a Apple sugere aos desenvolvedores, o que pode fazer com que os aplicativos para ambas as plataformas fiquem mais parecidos com o passar do tempo. Isso não significa, porém, que o Google quer eliminar o ícone sanduíche ou as abas, já que estes elementos continuam fazendo parte das linhas de base do Material Design.

A recomendação é que os desenvolvedores agora usem a barra inferior apenas quando o app tiver de três e a cinco seções. Se forem apenas duas seções, a orientação é que o app use abas. Mas se forem seis ou mais, o ícone sanduíche ainda é a melhor opção.

Android Tatser App Download

tatO Tatser funciona como um Tinder para quem quer encontrar uma arte legal ou um potencial tatuador. Com ele, o usuário pode circular por diferentes perfis e imagens na rede até encontrar o que gostar mais, distribuindo “likes” e “reprovações”.

Ficha técnica:

Sistema operacional: Android
Categoria: Internet
Tamanho: 22 MB
Licença: Freeware
Outras plataformas: [iOS]
Desenvolvedor: Tatser

Clique aqui para fazer o download do app na página oficial.

Waze 4.0 – Nova atualização chega aos usuários do Android

wzNovidade no Waze. Uma das grandes vantagens dos sistemas mobiles atuais é que vemos cada vez mais aplicativos com funções extremamente úteis ao nosso dia a dia. Um exemplo seria o caso do UBER, bem como aplicativos para Táxis convencionais e outros que monitoram onde está o ônibus que você precisa pegar.

Entre eles, também há o Waze, aplicativo que ajuda o usuário a fugir dos famosos e irritantes engarrafamentos, principalmente em horários de pico. Agora, a nova versão do aplicativo (4.0) finalmente chegou aos usuários do SO Android.

O aplicativo é extremamente útil, principalmente para os moradores da cidade de São Paulo, que não só são os que mais sofrem com engarrafamento no Brasil. A versão atual do Waze, que está sendo lançada para os usuários do Android, já estava disponível para os usuários do iOS desde Outubro do ano passado e não possui nenhuma grande modificação. O aplicativo permite ao usuário ter acesso aos destinos mais frequentes para poder acessar com maior facilidade essas informações.

NOVA ATUALIZAÇÃO

A atualização também inclui novas animações para o programa, bem como um compartilhamento mais simples do ETA com seus conhecidos. O visual do aplicativo também está muito bem construído já que ele é bem simples, objetivo e se comporta bem no sistema Android, com um novo sistema de cores para o SO. O design do aplicativo acabou por ser o ponto que mais se destacou na atualização, já que agora ele está combinando perfeitamente com o sistema Android, após ter sido todo repaginado para o sistema, mais uma boa notícia para os usuários do Waze.

O consumo de bateria também reduziu com a versão 4.0, o que é extremamente positivo, visto que os smartphones não possuem uma boa autonomia de bateria atualmente, mesmo nos modelos com maior potencial de hardware do mercado.

A atualização já está sendo distribuída de maneira gradativa entre os usuários do Android, então se você ainda não recebeu a atualização, é necessário aguardar mais alguns dias até que a mesma seja disponibilizada para o seu modelo de smartphone e versão do seu sistema Android atual.