VW SpaceFox perde versões e fica quase R$ 10 mil mais barata

As mudanças acontecem de forma cada vez mais rápida dentro da Volkswagen. A chegada do novo VW Polo 2018 já mexe com a atual família Fox no Brasil. No configurador da marca, a perua SpaceFox revela uma drástica redução de versões, sendo oferecida apenas na Trendline manual ou I-Motion – as versões Comfortline e Highline, além do modelo aventureiro Space Cross, foram descontinuadas.

Junto com a diminuição no número de versões, a SpaceFox também ficou consideravelmente mais barata. A versão Trendline passou de R$ 68.500 para R$ 58.990, representando uma redução de R$ 9.510 no preço final. Com câmbio automatizado I-Motion, a SpaceFox Trendline foi de R$ 71.900 para R$ 62.366, ficando R$ 9.534 mais barata.

Houve também redução na gama de cores. A SpaceFox é oferecida em apenas três tons: as sólidas Branco Cristal e Preto Ninja, além da metálica Prata Sírius. Como único opcional, a versão Trendline conta com Módulo Interativo II que agrega computador de bordo, volante com comandos, central multimídia Compostion Touch e rodas de liga leve Turim de 15 polegadas.

A Volkswagen declarou que: “está colocando em prática a estratégia de simplificar a complexidade da oferta de versões de seus produtos, aumentando a competitividade dos modelos da marca. Especificamente sobre o SpaceFox, a marca priorizou a configuração mais desejada pelo consumidor, aumentando o conteúdo de série e reposicionando o modelo na tabela de preço. Essas medidas reforçaram ainda mais a relação custo-benefício do SpaceFox Trendline.”

Dicas simples e práticas que ajudam a economizar combustível

Em tempos de crise e de gasolina aumentando sempre o preço, dirigir economicamente é muito importante, e economizar é preciso. Veja nesta matéria algumas dicas simples que podem ajudar a poupar muito combustível e dinheiro.

Estudos realizados pelos engenheiros da Ford mostram que o estilo de direção pode influenciar em até 25% o consumo e o nível de emissões de um veículo. Por isso, reuniram as seguintes dicas para quem quer dirigir de forma mais econômica e sustentável.

1 – Planeje seu percurso com antecedência

Antes de sair, reserve um tempo para listar o roteiro de seus compromissos e os afazeres diários. Faça um “checklist” básico ou uma espécie de plano de ação, que o ajudará a poupar tempo precioso perdido no trânsito, com uma visão mais ambiental, sem ficar parado com seu veículo. Agrupe as tarefas em uma única viagem, eliminado vários trajetos de ida e volta e evitando áreas de tráfego intenso.

2 – Esvazie o porta-malas

No dia-a-dia, não transforme o porta-malas do carro em um depósito de objetos. É melhor esvaziá-lo. Um veículo carregando peso desnecessário vai consumir mais combustível. Se não for viajar, mantenha o compartimento de bagagem livre para quando realmente for necessário usá-lo.

3 – Dê e pegue carona

Compartilhar roteiros traz várias vantagens econômicas, reduz o tráfego e, consequentemente, ajuda a diminuir a poluição pelo excesso de veículos nas ruas, além de incentivar as amizades – é muito mais divertido ter alguém com quem conversar do que dirigir sozinho.

4 – Dirija de forma consciente e segura

Evite acelerações fortes com o motor em alta rotação, frenagens bruscas e só mude de faixa se necessário, sempre sinalizando a mudança. Dirigir em velocidade excessiva aumenta o consumo de combustível. Estudos mostram que trafegar a 90 km/h em vez de 100 km/h, por exemplo, aumenta a eficiência energética ao redor de 10%.

Respeitar as velocidades indicadas garante maior durabilidade para os freios e pneus. Na estrada, veículos equipados com controle automático de velocidade também ajudam a tornar a viagem mais econômica e confortável.

5 – Faça manutenção preventiva do automóvel

Manter os pneus com a calibragem correta é importante para economizar combustível. Isso também garante vida útil maior e facilita nas situações de manobra. O ideal é checar a pressão dos pneus conforme o manual de proprietário do veículo a cada 15 dias.

Deve-se verificar o nível do óleo do motor com regularidade e, ao fazer a troca, fique atento às especificações recomendadas pelo fabricante para que o sistema de lubrificação do motor continue funcionando de maneira eficiente.

6 – Use ar condicionado com inteligência

A economia de combustível cai em até 15% quando o ar condicionado é usado em baixas velocidades. Portanto, dê preferência aos vidros abertos sempre que estiver dirigindo nestas condições. No entanto, a partir de 90 km/h, é melhor usar o ar condicionado do que abrir as janelas. Isso porque o veículo terá menos resistência ao vento com os vidros fechados, o que permite o uso do ar condicionado de forma mais eficiente.

7 – Pense em alternativas na cidade

Dirigir é prazeroso em muitas situações. Mas também é saudável caminhar, andar de bicicleta ou, em muitos casos, usar transporte público em determinados roteiros. O meio ambiente também agradece. A mudança de ritmo pode ajudar a apreciar mais o tempo que passa ao volante do seu automóvel.

8 – Considere ter um carro híbrido

Carros híbridos estão ganhando força no mundo e o caminho natural é avançar em muitos mercados. Um automóvel como o Ford Fusion Hybrid, por exemplo, combina dois motores, elétrico e a gasolina, e garante um nível superior de eficiência.

O motor elétrico funciona em condições urbanas e o propulsor a gasolina nas velocidades maiores, principalmente na estrada. A economia de combustível pode significar uma soma considerável, sem contar o ganho ambiental. O híbrido da Ford, por exemplo, é capaz de rodar com uma média de 16,8 km/l de combustível devido às suas tecnologias avançadas, além de oferecer o conforto de um sedã de luxo.

Veja 10 dicas valiosas para economizar dinheiro no seguro do seu carro

 

Nessa época de crise, toda economia é sempre bem-vinda. O seguro do carro é uma despesa quase indispensável, principalmente para quem dirige nas grandes cidades.

Mas você sabia que dá para economizar na hora da contratação? Com paciência para pesquisar, você encontra um seguro que caiba no seu orçamento.

Saiba de algumas atitudes e dicas para contratar um seguro mais barato,  que vão ajudá-lo nessa etapa. Confira!

1. Aproveite a concorrência e cote o preço em pelo menos três seguradoras

É importante comparar, pois os valores são independentes e variam muito entre as empresas. “Cada seguradora tem sua própria tabela de preços”, comenta Nilson.

2. Peça todas as informações para o seu corretor

Como você depende dele para contratar o seguro, aproveite para tirar todas as suas dúvidas e peça ajuda para encontrar a melhor opção para seu perfil de motorista.

3. Analise as coberturas disponíveis

“Em vez de fazer um seguro contra roubos, incêndios e colisões, você pode escolher somente uma ou duas destas opções. Isso dá um desconto no preço total”, ensina o coordenador do Sincor-SP. Mesmo assim, pense bem antes de retirar uma cobertura.

4. Contrate os serviços que você realmente vai usar

É comum as seguradoras oferecem facilidades como carro reserva, seguro para os vidros, descontos em estabelecimentos etc. Mas essas vantagens não saem de graça. Então, veja quais opções existem e quais valem a pena.

5. Instale um rastreador

 Na maioria das seguradoras, este sistema é gratuito e pode baratear a apólice em até 30%. Isso porque o rastreador evita que os carros roubados sejam deixados em desmanches ilegais. Então, como o risco da seguradora perder o veículo é menor, o preço do seguro cai.

6. Cuidado ao incluir um segundo condutor

Ter uma pessoa adicional no seguro pode encarecer o valor, principalmente se esta pessoa for menor de 25 anos. Mas se o carro não será utilizado apenas por você, não esconda a informação.

7. Analise a franquia

Quando você escolhe uma franquia mais alta, consegue baixar o preço do seguro. A desvantagem: no caso de acidentes e batidas, você terá que pagar um valor alto para acionar o seguro.

8. Se puder, pague o seguro à vista

Além de não se apertar com as parcelas nos outros meses, você tem chance de negociar um desconto com a seguradora.

9. Se não pagar à vista, parcele em menos vezes

Assim você se livra de gastar tanto com os juros que encarecem ainda mais o valor do seguro.

10. Continue cotando em outras seguradoras

Nem sempre a seguradora que você tem será a melhor opção. Isso acontece porque os preços sofrem reajuste frequentemente. Então, pesquise em outras empresas futuramente quando precisar renovar o contrato atual.

Saiba como não ser “enrolado” na hora de procurar um mecânico

 

Precisamos ficar esperto para não ser enganado ou ter prejuízo, quando o carro apresenta alguma falha ou simplesmente chegou a hora da revisão e você precisa levá-lo ao tal “mecânico de confiança”. Nessa hora, sem ter conhecimento mais profundo de como o automóvel funciona, nem conhecendo o mecânico tão bem assim, sobram dúvidas e o medo de cair na famosa “empurroterapia”, adquirindo peças e serviços muitas vezes desnecessários, confiando apenas no que diz o profissional da oficina.

Para essas situações, alguns cuidados são fundamentais:

  • Evite procurar oficinas desconhecidas apenas porque parecem oferecer um preço melhor. Desconfie quando a diferença de preços for muito grande;
  • Oficinas sérias permitem que o cliente tenha acesso à área de trabalho com os carros;
  • Para qualquer problema apresentado por seu carro, confie em profissionais que fazem uma análise detalhada antes de apresentar o orçamento. Nem sempre a rapidez é sinônimo de competência e facilidade para identificar o problema;
  • É bom identificar quais são as condições de segurança do local em que vai deixar seu carro, não apenas em relação ao espaço em que ele ficará estacionado, mas também se os funcionários têm cuidados básicos para evitar acidentes dentro do estabelecimento;
  • Locais que trabalham com o setor administrativo separado da parte mecânica costumam ser mais confiáveis;
  • Sempre que possível verifique referências e indicações de amigos;
  • Existem problemas que você não pode resolver sozinho, por isso, invista nos conhecimentos de um mecânico e não em instruções de conhecidos que entendem do assunto tanto quanto você.

Ninguém está livre de problemas mecânicos, mesmo em carros novos. Por isso, se o funcionamento do seu veículo foi comprometido por algum motivo, o ideal é manter a calma, procurar um profissional especializado e tentar resolver o problema o mais rápido possível!

Tentar resolver sozinho ou mesmo adiar a solução pode causar acidentes e criar insegurança diante de situações comuns do trânsito.

Você sabia que tem contaminação dentro de veículos que chega a 10 mil de fungos e bactérias?

Uma pesquisa feita com 76 partes internas de carros constatou contaminação, em todos os itens, de até 10 mil fungos e bactérias que causam de rinites e micoses até infecções de urina, pulmonares, disenteria e convulsões, principalmente em bebês e crianças, pelo simples fato de espirrar, coçar os cabelos, o nariz, tossir e se alimentar dentro do carro são ações que, de tão comuns, acabam sendo nocivas à saúde.

A análise em 26 carros de passeio foi feita pela Faculdade de Biomedicina da Devry Metrocamp, em Campinas (SP). Para a coordenadora do estudo, bióloga, pesquisadora e doutora pela Faculdade de Ciências de Alimentos da Unicamp, Rosana Siqueira, é preciso reduzir a quantidade desses micro-organismos, só que nem toda higienização minimiza os riscos.

Ao longo de cinco meses, os pesquisadores Adriana Oliveira e Helton Silva colheram e acompanharam a evolução das amostras – em diversos meios reagentes no laboratório – retiradas de 26 volantes, 26 câmbios, oito bancos de motorista e cinco cadeirinhas de bebê.

“São carros comuns, o nosso, de amigos, parentes, de empresas, que muitas vezes são compartilhados por várias pessoas. Mais novos e mais antigos, com câmbio automático e câmbios normais. Quando é automático, muitas vezes a gente não coloca muito a mão nele, mas foi encontrada uma grande quantidade de bactérias ali, explica Adriana.

Justo nos itens infantis foi encontrado o maior risco: a bactéria Shigella, responsável por infecções intestinais – com fortes dores abdominais, ulcerações das mucosas, diarreia com muco e sangue -, que é patogênica, afetando pessoas com imunidade baixa e também as saudáveis.

“Teve carros em que as mães lavam com frequência o estofamento da cadeirinha, mas o carro não era limpo com frequência. E isso acaba levando para a cadeirinha, mesmo sendo limpa, a gente leva micro-organismo para o bebê. A gente tem que tomar cuidado com o todo”, alerta Adriana.

Outro micro-organismo que chamou a atenção foi a presença da bactéria Klebsiella pneumoniae, que tem subtipos que vêm se tornando superbactérias. Nessa pesquisa, no entanto, não foi possível definir se era o tipo KPC.

Além das crianças, o grupo de risco inclui gestantes, idosos e pessoas doentes que estão, por exemplo, fazendo tratamentos intensivos de saúde e acabam mais expostas às bactérias oportunistas, que se aproveitam da fragilidade dessas pessoas.

Mãos e lixinho do carro

A maior contaminação foi encontrada nos volantes e está atrelada à higiene das mãos do motorista, principalmente, segundo o estudo. Rosana também ressaltou o risco de não limpar todos os dias a lixeirinha do carro, aquela que fica presa ao câmbio.

Alimentos deixados ali, por exemplo, podem fermentar com o calor e acelerar a proliferação dos micro-organismos, assim como a umidade proveniente de dias chuvosos.

Os fungos e bactérias acabam se fixando nos materiais que revestem o interior do carro. Sabe aquele cheiro ruim, de mofo, que às vezes fica no carro? É um indício forte de contaminação.

“Muitas vezes é a presença dos fungos. Eles se multiplicam com a umidade e vão liberando os odores, os esporos [estruturas bem pequenas produzidas pelos micro-organismos]. A gente respira e inala os fungos e os esporos, que vão para os pulmões. A gente começa a ter o quadro de tosse, pneumonia, rinite”, ressalta a coordenadora.

Cuidado na limpeza

Manter o ambiente do veículo limpo está longe de depender somente da troca do filtro do ar condicionado ou da lavagem mais superficial no fim de semana. Segundo a coordenadora da pesquisa, o ideal é higienizar uma vez a cada sete dias com aspirador de pó, pano não muito úmido e buscar os produtos próprios para a limpeza de partes internas dos carros, para não danificá-las.

“É importante deixar o carro arejado, deixar secar bem os tecidos para não formar fungos”, diz Adriana.

Se a escolha for a limpeza em postos de combustíveis e locais especializados, Rosana alerta para que o motorista opte por um local de confiança. Os equipamentos usados nesses lugares precisam de higiene adequada também, ou poderão piorar na situação.

No caso das cadeirinhas de bebês e crianças, é preciso retirar o tecido e lavar normalmente com a mesma frequência da limpeza do carro como um todo, uma vez por semana. Se o tecido não se soltar, vale procurar empresas especializadas. Não adianta limpar só uma das partes e deixar o restante sem a higienização correta, segundo os pesquisadores.

Fonte: G1

Volkswagen Up! automático: qual o preço e motorização

A montadora VW anunciou nesta quinta-feira (24) o lançamento do compacto up! em versões com carroceria duas portas e com opção de transmissão automatizada I-Motion. A configuração 2P é oferecida nas séries de entrada (take up!) e intermediária (move up!), por R$ 26.900 e R$ 28.300. Já o câmbio que dispensa o pedal da embreagem está disponível a partir do move up! 2P, por R$ 30.990.

O câmbio I-Motion também está presente no high up!, por R$ 37.760, e nas série black, white e red up!, por R$ 42.160 – nesse carros a carroceria é sempre quatro portas.

Essa é a primeira vez que um automóvel com motor 1.0 litro recebe um câmbio automatizado. Até então, esse tipo de câmbio era associado a partir de blocos 1.6.

Segundo a VW, as novas opções do up! chegam aos distribuidores por todo Brasil a partir da próxima semana. Todas as versões do up! são impulsionadas pelo motor 1.0 três cilindros flex capaz de gerar até 85 cv quando abastecido totalmente com etanol.

vw-up-cores-seguro

As opções High up! (manual: R$ 34.990; I-Motion: 37.760) e Black/Red/White up! (manual: R$ 39.590; I-Motion: R$ 42.160) permanecem apenas na carroceria de quatro portas.

Como na versão quatro portas, o up! duas portas é 6,5 centímetros maior que o europeu. As janelas traseiras são do tipo basculante, com abertura parcial para ventilação.

Já os bancos dianteiros trazem duas hastes nas laterais para facilitar o rebatimento. Salvo pela óbvia exclusão das portas traseiras, o interior do carro é o mesmo nas duas opções de carroceria.

A transmissão automatizada I-Motion (conhecida pelo código SQ100) é oferecida a partir da versão Move up!.

Segundo a marca, a caixa pesa aproximadamente 30 quilos, sendo uma das mais leves já construídas.

Embora não seja um câmbio automático, e sim automatizado, o up! traz o modo “D”, no qual assume a troca das marchas.

É possível realizar trocas sequenciais na alavanca selecionando o modo “M” – a comodidade das borboletas atrás do volante só vem a partir da linha Gol -, mas neste caso a responsabilidade é toda do motorista: o sistema só interfere em caso de segurança.

Segundo a VW, o up! I-Motion precisa de 12,8 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h se estiver abastecido com etanol – o tempo sobe para 13 segundos com gasolina.

Estas marcas são pouco inferiores aos números obtidos pela versão com o câmbio manual de cinco marchas MQ200: 12,4 segundos com etanol e 12,6 segundos com gasolina.

Curiosamente, a velocidade máxima do modelo automatizado é maior, chegando a 168 km/h contra 165 km/h do up! manual, sempre utilizando etanol.

Chama atenção o tamanho das portas, com ampla abertura para acesso de motorista e passageiros. Graças a um recurso de design, a coluna B (central) fica escondida sob o vidro e a lateral parece ser construída com vidro único e com apelo esportivo, principalmente se for aplicado película. “O carro é todo mais limpo, com poucas linhas laterais. O up! tem personalidade forte e é facilmente identificável”, analisa Luiz Alberto Veiga, diretor de design da Volkswagen.

Há o sistema “Easy-Entry” para rebatimento dos bancos dianteiros e acesso à fileira de trás. O conjunto memoriza a posição do banco do motorista e, após a operação, o assento volta ao mesmo ajuste. No entanto, isso não se aplica ao passageiro e a cada desembarque, o “co-piloto” terá que reajustar o encosto.

preco-valor-up

As dimensões da versão duas portas são praticamente as mesmas da quatro portas: são 3,60 m de comprimento, por 1,50 m de altura e medida entre-eixos de 2,421m. A largura tem uma leve diferença: 1,641 para o duas portas contra 1,645 m para o 4P. O peso em ordem de marcha apresenta diferença: 892 kg no 2P contra 958 no 4P.

O modelo segue equipado com o eficiente 1.0 MPI 12V flex de três cilindros, da família EA211. Entre as tecnologias aplicadas, o propulsor tem bloco e cabeçotes de alumínio e dispensa o tanquinho de partida a frio. Abastecido com etanol, desenvolve até 82 cv de potência ou 75 cv com gasolina. O torque é de 10,4 kgfm a 3.000 rpm com etanol e de 9,7 kgfm à mesma rotação com gasolina. Segundo a marca, 85% desse torque já está disponível a 2.000 rpm. 

Lista com carros mais vendidos no Brasil em março 2015

Surpresa neste mês de março, o Palio, da Fiat, liderou as vendas de automóveis em março, desbancando o Gol, da Volkswagen, VW Up! Ainda não emplacou.

No período, 179.861 carros foram vendidos no Brasil, segundo dados da Fenabrave. O número é 18,3% menor em relação ao mesmo período do ano passado.

Veja, a seguir, os modelos mais vendidos no país. Ranking não inclui a categoria comercial leve.

Palio

Vendas em março de 2014: 13.293 unidades

Vendas em março de 2013: 14.042 unidades

Crescimento: -5,33%

Montadora: Fiat

Gol

Vendas em março de 2014: 12.545 unidades

Vendas em março de 2013: 19.228 unidades

Crescimento: -34,75%

Montadora: Volkswagen

Onix

Vendas em março de 2014: 12.245 unidades

Vendas em março de 2013: 9.048 unidades

Crescimento: 35,33%

Montadora: Genetal Motors

Uno

Vendas em março de 2014: 10.275 unidades

Vendas em março de 2013: 15.238 unidades

Crescimento: -32,56%

Montadora: Fiat

Fiesta

Vendas em março de 2014: 9.045 unidades

Vendas em março de 2013: 9.139 unidades

Crescimento: -1,02%

Montadora: Ford

HB20

Vendas em março de 2014: 8.312 unidades

Vendas em março de 2013: 12.537 unidades

Crescimento: -33,7%

Montadora: Hyundai

Siena

Vendas em março de 2014: 7.716 unidades

Vendas em março de 2013: 8.558 unidades

Crescimento: -9,83%

Montadora: Fiat

Fox/Cross Fox

Vendas em março de 2014: 7.313 unidades

Vendas em março de 2013: 9.728 unidades

Crescimento: -24,82%

Montadora: Volkswagen

Sandero

Vendas em março de 2014: 6.006 unidades

Vendas em março de 2013: 5.845 unidades

Crescimento: 2,75%

Montadora: Renault

Prisma

Vendas em março de 2014: 5.603 unidades

Vendas em março de 2013: 4.264 unidades

Crescimento: 31,4%

Montadora: Genetal Motors

Voyage

Vendas em março de 2014: 5.088 unidades

Vendas em março de 2013: 8.388 unidades

Crescimento: -39,34%

Montadora: Volkswagen

Civic

Vendas em março de 2014: 4.392 unidades

Vendas em março de 2013: 4.866 unidades

Crescimento: -9,74%

Montadora: Honda

HB20S

Vendas em março de 2014: 3.680 unidades

Vendas em março de 2013: 0 unidades

Crescimento: 0%

Montadora: Hyundai

Up!

Vendas em março de 2014: 3.517 unidades

Vendas em março de 2013: 0 unidades

Crescimento: 0%

Montadora: Volkswagen

Celta

Vendas em março de 2014: 3.400 unidades

Vendas em março de 2013: 6.638 unidades

Crescimento: -48,77%

Montadora: General Motors

Logan

Vendas em março de 2014: 3.273 unidades

Vendas em março de 2013: 1.279 unidades

Crescimento: 155,9%

Montadora: Renault

Corolla

Vendas em março de 2014: 2.945 unidades

Vendas em março de 2013: 3.658 unidades

Crescimento: -19,49%

Montadora: Toyota

Fit

Vendas em março de 2014: 2.645 unidades

Vendas em março de 2013: 3.478 unidades

Crescimento: -23,95%

Montadora: Honda

Cobalt

Vendas em março de 2014: 2.633 unidades

Vendas em março de 2013: 4.187 unidades

Crescimento: -37,11%

Montadora: General Motors

Etios HB

Vendas em março de 2014: 2.587 unidades

Vendas em março de 2013: 2.798 unidades

Crescimento: -7,54%

Montadora: Toyota

Spin

Vendas em março de 2014: 2.435 unidades

Vendas em março de 2013: 2.943 unidades

Crescimento: -17,26%

Montadora: General Motors

C3

Vendas em março de 2014: 2.398 unidades

Vendas em março de 2013: 3.084 unidades

Crescimento: -22,24%

Montadora: Citroën

Classic

Vendas em março de 2014: 2.345 unidades

Vendas em março de 2013: 6.197 unidades

Crescimento: -62,15%

Montadora: General Motors

City

Vendas em março de 2014: 2.072 unidades

Vendas em março de 2013: 2.938 unidades

Crescimento: -29,47%

Montadora: Honda

Focus

Vendas em março de 2014: 2.002 unidades

Vendas em março de 2013: 1.771 unidades

Crescimento: 13,04%

Montadora: Ford

Etios Sedan

Vendas em março de 2014: 1.820 unidades

Vendas em março de 2013: 2.180 unidades

Crescimento: -16,51%

Montadora: Toyota

Punto

Vendas em março de 2014: 1.805 unidades

Vendas em março de 2013: 3.536 unidades

Crescimento: -48,95%

Montadora: Fiat

208

Vendas em março de 2014: 1.606 unidades

Vendas em março de 2013: 0 unidades

Crescimento: 0%

Montadora: Peugeot

Cruze Sedan

Vendas em março de 2014: 1.423 unidades

Vendas em março de 2013: 2.008 unidades

Crescimento: -29,13%

Montadora: Genetal Motors

Golf

Vendas em março de 2014: 1.392 unidades

Vendas em março de 2013: 999 unidades

Crescimento: 39,33%

Montadora: Volkswagen

Idea

Vendas em março de 2014: 1.340 unidades

Vendas em março de 2013: 2.000 unidades

Crescimento: -33%

Montadora: Fiat

Doblò

Vendas em março de 2014: 1.178 unidades

Vendas em março de 2013: 1.000 unidades

Crescimento: 17,8%

Montadora: Fiat

March

Vendas em março de 2014: 1.076 unidades

Vendas em março de 2013: 1.693 unidades

Crescimento: -36,44%

Montadora: Nissan

Palio Weekend

Vendas em março de 2014: 1.067 unidades

Vendas em março de 2013: 1.111 unidades

Crescimento: -3,96%

Montadora: Fiat

Fiesta Sedan

Vendas em março de 2014: 1.060 unidades

Vendas em março de 2013: 1.859 unidades

Crescimento: -42,98%

Montadora: Ford

Sentra

Vendas em março de 2014: 1.047 unidades

Vendas em março de 2013: 637 unidades

Crescimento: 64,36%

Montadora: Nissan

Cruze HB

Vendas em março de 2014: 1.035 unidades

Vendas em março de 2013: 1.999 unidades

Crescimento: -48,07%

Montadora: Genetal Motors

New Fiesta

Vendas em março de 2014: 970 unidades

Vendas em março de 2013: 0 unidades

Crescimento: 0%

Montadora: Ford

  • Veja também

Carros que irão sair de linha

Quais os carros que mais chamam atenção com homens e mulheres, veja que diz pesquisa

Quem não quer saber quais os veículos que mais chamam atenção, qual você fica mais imponente, veja o que diz a pesquisa realizada nos EUA.

Especializado em seguros, o site norte-americano insure.com realizou uma pesquisa que revela qual tipo, marca e até mesmo a cor do carro utilizado por pessoas mais atraentes dos sexos masculino e feminino. O levantamento teve 2.000 entrevistas com idade acima de 18 anos e, claro, carteira de habilitação.

Entre as mulheres, os homens que chamam mais atenção são aqueles que rodam de picape da marca Ford na cor preta. Por sua vez, os homens se sentem mais atraídos por mulheres que ‘pilotam’ esportivos da BMW na cor vermelha.

De acordo com o levantamento, 32% das mulheres entrevistadas preferem homens com picapes, 27% com esportivos e 16% com utilitários esportivos (SUVs). Já aquele que vai com a van de entrega para a balada, por exemplo, chamará a atenção de apenas 1% da mulherada. Entre as marcas, a Ford aparece na frente com 16%, seguida da Chevrolet e da Porsche com 13% e 11% respectivamente. Entre as cores, além do preto (53%), elas gostam de prata (16%) e vermelho (13%).

Entre os homens, 39% sentem-se atraídos por pessoas do sexo oposto conduzindo um esportivo. Outros 22% preferem as mulheres que dirigem automóveis seda e 20%, SUVs. Já as marcas são BMW (16%), Mercedes-Benz (14%) e Porsche (10%). Para 40% dos entrevistados, o vermelho é a cor que mais chama a atenção, seguidas do preto (23%) e do prata (14).

Carros mais vendidos em janeiro de 2015 no Brasil

Pelo 12º ano consecutivo a Fiat manteve a liderança entre os automóveis, vendendo 45.353 carros – participação de 19,91%, seguida da VW, com 44.417 unidades – participação de 19.5%. A Chevrolet vem em terceiro com 44.037 automóveis vendidos – participação de 19.33%. Ford, com 20.265 vendidos e participação de 8.9% é a quarta. Renault 5º – 15.785 carros (6.93% de mkt share) e Hyundai 6ª – 14.797 (6,5% do mercado) encerram a lista das seis maiores do Brasil.

Lista dos 165 carros mais vendidos em Janeiro de 2014. 

Pos Modelo jan/14 jan/13 Variação
1 VW/GOL 21671 22335 -2,97%
2 FIAT/UNO 13629 18022 -24,38%
3 FORD/FIESTA 13179 7215 82,66%
4 FIAT/PALIO 12603 17357 -27,39%
5 FIAT/SIENA 11415 9850 15,89%
6 VW/FOX+CROSSFOX 11267 12436 -9,40%
7 HYUNDAI/HB20 9612 9028 6,47%
8 GM/ONIX 9290 10724 -13,37%
9 RENAULT/SANDERO 9155 7356 24,46%
10 VW/VOYAGE 6798 8024 -15,28%
11 GM/PRISMA 6023 131
12 GM/CELTA 5374 9239 -41,83%
13 GM/CLASSIC 5294 8479 -37,56%
14 GM/AGILE 4684 3638 28,75%
15 HONDA/CIVIC 3983 1343 196,57%
16 HYUNDAI/HB20S 3927 1
17 GM/COBALT 3884 4958 -21,66%
18 FIAT/PUNTO 3623 4886 -25,85%
19 HONDA/FIT 3457 2935 17,79%
20 RENAULT/LOGAN 3089 1639 88,47%
21 GM/SPIN 3044 3024 0,66%
22 PEUGEOT/208 3033 14
23 CITROEN/C3 2991 3212 -6,88%
24 TOYOTA/COROLLA 2857 3866 -26,10%
25 TOYOTA/ETIOS HB 2682 2034 31,86%
26 HONDA/CITY 2659 3208 -17,11%
27 RENAULT/CLIO 2641 1398 88,91%
28 GM/CRUZE SEDAN 2501 1671 49,67%
29 GM/CRUZE hb 2359 1818 29,76%
30 TOYOTA/ETIOS SEDAN 2254 1424 58,29%
31 FORD/KA 2193 4640 -52,74%
32 VW/GOLF 1979 1235 60,24%
33 FIAT/IDEA 1901 1986 -4,28%
34 NISSAN/MARCH 1806 2531 -28,64%
35 FORD/FOCUS 1749 2134 -18,04%
36 FIAT/PALIO week 1536 1629 -5,71%
37 FORD/NEW FIESTA 1518 672 125,89%
38 NISSAN/VERSA 1454 2000 -27,30%
39 FORD/FUSION 1341 597 124,62%
40 FORD/FIESTA SEDAN 1293 1811 -28,60%
41 NISSAN/SENTRA 1086 525 106,86%
42 NISSAN/LIVINA 914 816 12,01%
43 RENAULT/FLUENCE 897 1311 -31,58%
44 GM/SONIC 899 652 37,88%
45 CITROEN/C4L 835 219 281,28%
46 VW/JETTA 809 1873 -56,81%
47 FIAT/500 759 950 -20,11%
48 FIAT/DOBLO 714 1224 -41,67%
49 KIA/CERATO 656 543 20,81%
50 PEUGEOT/308 650 1349 -51,82%
51 VW/SPACEFOX 624 1434 -56,49%
52 VW/POLO SEDAN 576 1165 -50,56%
53 FIAT/LINEA 546 630 -13,33%
54 GM/SONIC SEDAN 541 755 -28,34%
55 FIAT/BRAVO 528 912 -42,11%
56 BMW/320 525 402 30,60%
57 CITROEN/C4 502 594 -15,49%
58 FORD/FOCUS SEDAN 501 663 -24,43%
59 CITROEN/C3 PICASSO 472 669 -29,45%
60 M.BENZ/C180 464 223 108,07%
61 PEUGEOT/207 454 1930 -76,48%
62 HYUNDAI/I30 448 1070 -58,13%
63 SEAT/POLO 431 833 -48,26%
64 HYUNDAI/ELANTRA 381 430 -11,40%
65 MITSUBISHI/LANCER 377 635 -40,63%
66 AUDI/A3 373 15
67 JAC/J2 370 168 120,24%
68 CHERY/CELER 354 0
69 CHERY/QQ 307 92 233,70%
70 HYUNDAI/VELOSTER 289 371 -22,10%
71 KIA/PICANTO 277 442 -37,33%
72 VW/SPACECROSS 274 542 -49,45%
73 JAC/J3 259 497 -47,89%
74 PEUGEOT/408 255 532 -52,07%
75 JAC/J3 TURIN 249 292 -14,73%
76 VW/UP 239 0
77 CITROEN/C4 PICASSO 216 156 38,46%
78 M.BENZ/A 200 0
79 PEUGEOT/207 SEDAN 154 831 -81,47%
80 HYUNDAI/AZERA 140 268 -47,76%
81 BMW/316I 136 0
82 M.BENZ/CLA200 119 0
83 AUDI/A4 115 143 -19,58%
84 CAMARO/CAMARO 112 109 2,75%
85 CHERY/FACE 102 102 0,00%
86 JAC/J6 99 245 -59,59%
87 VW/PASSAT 95 62 53,23%
88 BMW/328 94 19 394,74%
89 VOLVO/V40 93 1
90 MINI/COOPER 84 61 37,70%
91 AUDI/A5 82 46 78,26%
92 CITROEN/DS3 74 71 4,23%
93 KIA/SOUL 74 175 -57,71%
94 BMW/116i 73 25 192,00%
95 VW/FUSCA 71 243 -70,78%
96 NISSAN/ALTIMA 71 0
97 SUZUKI/SX4 64 108 -40,74%
98 M.BENZ/CLASSE c 62 141 -56,03%
99 JAC/J5 59 292 -79,79%
100 CITROEN/DS5 45 134 -66,42%
101 BMW/Z4 42 24 75,00%
102 M.BENZ/CLASSE B 42
103 BMW/118i 38
104 CITROEN/DS4 38
105 BMW/X6 36
106 AUDI/A1 34
107 M.BENZ/SLK 32
108 BMW/125I 32
109 MINI/ONE 31
110 M.BENZ/CLASSE e 30
111 JAGUAR/XF 29
112 GM/MALIBU 27
113 KIA/CARNIVAL 21
114 SMART/FORTWO 20
115 CHRYSLER/300C 19
116 MINI/JCW 19
117 RDK/TIGER 18
118 HONDA/ACCORD 16
119 M.BENZ/C 250 15
120 TOYOTA/CAMRY 14
121 VW/CC 14
122 CHRYSLER/TOWN 14
123 KIA/OPTIMA 14
124 CITROEN/C4 PALLAS 13
125 BMW/335I 11
126 M.BENZ/CLS 9
127 FORD/MUSTANG 9
128 PEUGEOT/RCZ 9
129 LIFAN/LF320 2
130 VOLVO/V60 8
131 PEUGEOT/508 8
132 CHEVROLET/CORVETTE 7
133 PORSCHE/PANAMERA 7
134 BMW/M6 6
135 VOLVO/S60 6
136 PORSCHE/911 6
137 KIA/CADENZA 5
138 SUBARU/IMPREZA 5
139 TOYOTA/PRIUS 5
140 AUDI/TT 5
141 BMW/528 5
142 PORSCHE/CAYMAN 5
143 LEXUS/ES 350 5
144 AUDI/A6 4
145 CADILLAC/CADILLAC 4
146 FYBER/FYBER 4
147 AUDI/A7 4
148 BMW/M135I 4
149 PORSCHE/BOXSTER 3
150 RENAULT/KANGOO 3
151 BRM/M11 3
152 M.BENZ/S500 3
153 HYUNDAI/SONATA 3
154 VW/ZILK 3
155 JAGUAR/XJ 3
156 AUDI/R8 3
157 CHERY/CIELO SEDAN 3
158 CHERY/S18 3
159 PARATI/PARATI 2
160 NISSAN/TIIDA 2
161 EFFA/M100 2
162 HYUNDAI/GENESIS 2
163 CHERY/CIELO HATCH 2
164 LIFAN/LF 620 2
165 BMW/750 1

 

Manutenção de Ar Condicionado de Carros: Curso Automotivo Senai

O Ar Condicionado, presente na maioria dos veículos, sempre precisa de manutenção, com este curso online grátis ou para download você estará apto a resolver e consertar sem maiores problemas.

Este livro em formato PDF e ePUB eBook prepara os para ofreçam um atendimento personalizado para clientes e consumidores através do conhecimento adquirido. Altamente capacitados e a esclarecer dúvidas,dando suporte para oficinas,redes autorizadas e concessionárias de todo o país.